Banco Mundial fez desembolso recorde para América Latina

Recursos para combater efeitos da pandemia na região que concentra 1 em cada 3 mortes globais.

O Banco Mundial destinou mais de US$ 29 bilhões para a América Latina e Caribe como resposta às consequências da pandemia na região. O montante recorde foi alocado para combater os impactos sociais, econômicos e de saúde.

Desde o início da pandemia, em abril de 2020, o Banco Mundial já destinou US$ 157 bilhões para mais de 100 países.

Com 20% dos casos e um terço das mortes globais durante a pandemia, a América Latina e Caribe é a região mais atingida pela Covid-19.

Para o vice-presidente do Banco Mundial para América Latina e Caribe, Carlos Felipe Jaramillo, o foco para a decisão de desembolsos foi cuidar principalmente dos “segmentos mais vulneráveis da população”.

Leia também:

CE acende luz verde para desembolsos pós-crise da Covid-19

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.

Sauditas liberam exportação de carne de unidades de Minas

De acordo com o Ministério da Agricultura, autoridades do país suspenderam o bloqueio de cinco plantas de carne bovina mineira.

Comerciários do Rio têm aumento

Já em São Paulo, emprego no comércio registra a maior alta mensal desde novembro de 2020.

Últimas Notícias

A desigualdade entre os ‘iguais’

Por Rafael Luciano de Mello.

SP: alimentação puxa alta no preço da cesta básica

Segunda prévia do IGP-M variou negativamente em relação à segunda prévia do período anterior, mas avança ante a última divulgação.

Jovem baixa-renda é mais requisitado para voltar a trabalho presencial

Quanto menor a renda familiar, maior o percentual; brasileiros de 18 a 25 anos somam 42% das contratações temporárias no primeiro semestre.

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.