Barra pesada

50

Cerca de 32% das escolas brasileiras são palco de uso ou tráfico de drogas. A realidade aterradora é revelada pela pesquisa Retrato da Escola 2, que será divulgada amanhã pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em São Paulo. Pelo visto, a máxima “a escola é uma droga” nunca foi tão literal.

Escolinha
Um graduado quadro técnico do governo que municiou com informações o primeiro escalão tucano durante o racionamento revelou, numa festa no último fim de semana, seu alívio pela suspensão da medida. Segundo a fonte, que trocou o governo por um cargo de consultor privado, o grau de desinformação era total: “O Parente (Pedro, ministro do Apagão) não sabia nem o que era água”, sintetiza, acrescentando que tiveram de dar “aulas nos fins de semana, em Brasília, para o presidente e para os ministros”.

Estrangeiro
O Senado deve votar hoje, em primeiro turno, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 5, que altera as regras sobre propriedade dos meios de comunicação no Brasil, permitindo a entrada de empresas estrangeiras. Na Câmara dos Deputados, a PEC foi aprovada por  406 votos favoráveis no primeiro turno e 402 no segundo. As entidades do setor de comunicação – que englobam jornais, rádios e televisões – estão fazendo campanha aberta pela aprovação da emenda, tábua de salvação para algumas empresas que embarcaram na aventura do dólar barato e hoje estão afogadas em dívidas.

Defesa nacional
O pré-candidato da Frente Trabalhista (PPS, PTB e PDT) à Presidência da República, Ciro Gomes, será o primeiro presidenciável a participar de audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. Ciro foi convidado pelo presidente da Comissão, deputado Aldo Rebelo (PCdoB), e vai falar hoje, às 14h30m, sobre Política Externa e Defesa Nacional do Brasil no Século XXI. A reunião será no Plenário III, do anexo II da Câmara dos Deputados. De acordo com Rebelo, a audiência pública é importante porque coloca no centro das discussões do processo sucessório a questão da defesa nacional.

Amanhã
Transformar meninos carentes em cidadãos, profissionalizando e educando para o mercado de trabalho. Este é o principal objetivo do projeto “Engraxando hoje e brilhando amanhã”, que inaugurou ontem a quarta loja do projeto, na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro,  conforme disse ao MONITOR MERCANTIL o sócio diretor da Shine Foot e idealizador do programa, Giovan Ferreira da Silva Júnior.
O projeto conta com a parceria da 1ª Vara da Infância e Juventude e trabalha com meninos carentes com idades variando entre 16 e 18 anos. Todos os empregados têm carteira assinada, recebendo salário mínimo.
A Shine Foot atua há oito anos no mercado. “O projeto começou com três meninos carentes e hoje já conta com 12. Nosso objetivo é resgatar a dignidade dos jovens, oferecendo trabalho, além de tentar resgatar uma profissão que está sendo esquecida, que é a do engraxate”, comentou Ferreira, acrescentando que os investimentos necessários para se abrir uma loja giram em torno de R$ 15 mil.

Informal
Se provoca dor de cabeça no recém-empossado governo Benedita da Silva, a ocupação do Palácio Guanabara por professores em greve contribui para aquecer o mercado informal. Apesar dos parcos salários dos mestres, vários ambulantes instalaram carrocinhas e barracas diante da sede do governo. Se a ocupação durar um mês, a cidade pode ganhar um novo camelódromo.

Inelasticidade
Nada como um pedido de CPI da Privatização das Teles para valer para revelar a fronteira que separa os queixumes de PFL, Sarneys, ACM e que tais de oposição digna desse nome ao governo do presidente FH.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui