BCs da Malásia e da China renovam acordo de swap de moeda bilateral

O Banco Central da Malásia, Banco Negara Malaysia (BNM), e o Banco Central da China, o Banco Popular da China (PBOC) renovaram o acordo de swap de moeda bilateral por um prazo de cinco anos, com o tamanho mantido em 180 bilhões de yuans ou 110 bilhões de ringgit, disse o BNM na terça-feira.

Foto tirada em 13 de março de 2018 mostra a sede do Banco Popular da China em Beijing, capital da China. (Xinhua / Cai Yang)

Xinhua - Silk Road

 

KUALA LUMPUR, 23 Nov (Xinhua) – O Banco Central da Malásia, Banco Negara Malaysia (BNM) e o Banco Central da China, o Banco do Povo da China (PBOC) renovaram o acordo de swap de moeda bilateral por um prazo de cinco anos, com o tamanho mantido em 180 bilhões de yuans ou 110 bilhões de ringgit, disse o BNM na terça-feira.

O BNM afirmou em comunicado que o primeiro acordo entre o banco e o PBOC foi estabelecido em 2009 e foi renovado em 2012, 2015 e 2018.

“Esta renovação reforça a cooperação contínua de ambos os bancos centrais. O acordo de swap beneficia o estabelecimento do comércio regional e do investimento em moeda local, além de promover a estabilidade financeira regional”, disse a presidente do BNM, Nor Shamsiah Mohd Yunus. Fim

Leia também:

China vai melhorar a política para apoiar pequenas e médias empresas

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Gilberto Gil torna-se imortal da Academia Brasileira de Letras

O grande cantor, compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil foi eleito recentemente para a cadeira número 20 da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Embaixador: A China é muito importante para Chile

“Queremos mostrar ao mundo, principalmente à China, que mesmo Chile sendo um país pequeno na costeira da América do Sul e na borda do mundo, está bem perto da China”, disse em uma entrevista Luis Schmidt Montes, Embaixador Chileno na China.

Nova energia, fabricação de equipamentos de tecnologia e PMEs em 2022

O mercado de ações A-Share da China parece positivo para o próximo ano. Novas energias, fabricação de equipamentos de alta tecnologia e pequenas e médias empresas (PMEs) são áreas com grande potencial de investimento, de acordo com uma pesquisa recente realizada com 109 especialistas de indústrias na gestão de ativos.

Últimas Notícias

Brasil tem 63,4 milhões de inadimplentes e dívidas chegam a R$ 253 bi

Bancos e cartões de crédito encabeçam ranking das contas responsáveis pela inadimplência.

Gilberto Gil torna-se imortal da Academia Brasileira de Letras

O grande cantor, compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil foi eleito recentemente para a cadeira número 20 da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Embaixador: A China é muito importante para Chile

“Queremos mostrar ao mundo, principalmente à China, que mesmo Chile sendo um país pequeno na costeira da América do Sul e na borda do mundo, está bem perto da China”, disse em uma entrevista Luis Schmidt Montes, Embaixador Chileno na China.

Caixa e BB são destaques em governança mas Guedes quer privatizar

Estatais converteram prejuízo de R$ 35 bi em 2015 para superávit de R$ 135 mi em 2021.

O leilão beneficente da Jaguar Parade

Fundos se destinam à conservação de onças-pintadas em seus habitats.