Beijing publica dados de 2021 sendo líder da economia digital na China

Em 2021, o valor relacionado à economia digital de Beijing atingiu 1,6 trilhão de yuans, um aumento de 13,1% em relação ao ano anterior, representando 40,4% do PIB de Beijing, de acordo com o Departamento Municipal de Estatísticas de Beijing.

Foto tirada em 2 de agosto de 2021 mostra a cerimônia de abertura da Conferência Global de Economia Digital de 2021 em Beijing, capital da China. (Xinhua/Zhang Chenlin)

Xinhua - Silk Road

 

Beijing, 18 abr (Xinhua) — Em 2021, o valor relacionado à economia digital de Beijing atingiu 1,6 trilhão de yuans, um aumento de 13,1% em relação ao ano anterior, representando 40,4% do PIB de Beijing, de acordo com o Departamento Municipal de Estatísticas de Beijing.

Em agosto de 2021, Beijing se propôs a se transformar em uma cidade de referência global na economia digital e divulgou um plano de implementação. Progressos positivos foram feitos até agora. O lucro operacional anual da indústria de serviços de internet e tecnologia da informação em 2021 atingiu 2,2 trilhões de yuans.

Sabe-se que a nova geração de tecnologia da informação representada por big data, inteligência artificial e blockchain acelerou sua penetração na economia real, e seu papel na condução do crescimento econômico e na modernização industrial continuou a aumentar. Em 2021, o valor agregado da indústria de melhoria da eficiência digital de Beijing atingiu 733,38 bilhões de yuans, um aumento de 9,3% em relação ao ano anterior. A taxa de digitalização de equipamentos de produção em empresas industriais de grande porte ultrapassa 54% e a taxa de controle numérico dos principais processos ultrapassa 5%.

Em termos de setor de serviços, os dados mostram que, em 2021, o crescimento anual da receita de jogos online, entretenimento online e empresas de esportes online aumentou mais de 20%. A quantidade de pagamentos móveis de terceiros aumentou 16,3% em relação ao ano anterior, e o volume de negócios do sistema de compensação interbancária para pagamentos online atingiu 97,6 trilhões de yuans, 1,8 vezes o de 2018.

Além disso, no ano passado, Beijing obteve conquistas frutíferas em termos de conquistas no campo da inovação em tecnologia digital. A primeira plataforma em nuvem de computação quântica supercondutora e a primeira plataforma blockchain autocontrolável da China também foram lançadas em Beijing. Os dados mostram que o número de patentes de invenções autorizadas por empresas dos principais setores da economia digital de Beijing atingiu 43.000, um aumento anual de 1,2 vezes, representando 54,2% das patentes de invenção autorizadas da cidade.

No ano passado, Beijing construiu 52.000 estações base 5G, alcançando cobertura total dentro do quinto anel viário e cobertura precisa das principais áreas e cenários típicos fora do quinto anel viário.

No futuro, com foco em tecnologias de ponta mundiais e nas necessidades estratégicas futuras, Beijing adotará a inovação tecnológica como motor para promover a profunda integração entre a tecnologia digital e a economia real, criando o modelo de Beijing para o desenvolvimento econômico digital da China. Fim

Leia também:

Internet Industrial impulsiona o desenvolvimento da economia da China

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Comércio da China com países do Cinturão e Rota registra crescimento

Os laços econômicos e comerciais da China com os países ao longo do Cinturão e Rota se fortaleceram significativamente na última década, afirmou Sheng Qiuping, vice-ministro do Comércio da China, nesta sexta-feira.

Produção de chá eletrificada impulsiona indústria de chá na China

A produção de chá eletrificada na Província de Hunan, na região central da China, um dos setores de eletrificação rural promovidos pela State Grid Hunan Electric Power Co., Ltd., está ajudando a indústria local de chá a prosperar em uma forma de produção mais verde e eficiente.

JD.com acompanha sua receita líquida crescer 18% no primeiro trimestre

A gigante do comércio eletrônico da China, JD.com, observou sua receita líquida aumentar 18% ano a ano no primeiro trimestre deste ano, informou o China Securities Journal.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais