Beijing visa aumento de mais de 5% do PIB em 2022

A capital chinesa Beijing está se empenhando para registrar um crescimento anual do PIB de mais de 5% este ano, informou as autoridades locais nesta quinta-feira.

Voluntários estrangeiros da Universidade de Ciência e Tecnologia de Pequim tiram selfies no Wukesong Sports Center em Beijing, capital da China, 30 de dezembro de 2021. (Xinhua / Ju Huanzong)

Xinhua - Silk Road

 

BEIJING, 6 Jan (Xinhua) — A capital chinesa Beijing está se empenhando para registrar um crescimento anual do PIB de mais de 5% este ano, informou as autoridades locais nesta quinta-feira.

A cidade também visa manter o aumento do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) em até 3% em relação ao ano anterior. As metas foram reveladas no relatório de atividades do governo entregue pelo prefeito da cidade, Chen Jining, na quinta sessão da 15ª Assembleia Popular Municipal de Beijing.

De acordo com estimativa preliminar, o PIB de Beijing excedeu 4 trilhões de yuans (US$ 627,7 bilhões) em 2021, um aumento de 8,5% em relação ao ano anterior, e seu IPC no mesmo período subiu 1,1% em relação ao ano anterior, disse Chen.

Ele acrescentou que o PIB per capita da cidade e a produtividade total do trabalho em 2021 assumiram a liderança no país.

Os legisladores municipais da cidade convocaram sua reunião anual na quinta-feira. Tanto as reuniões consultivas políticas e legislativas da cidade, coletivamente conhecidas como “duas sessões” de Beijing, começaram esta semana para discutir o desenvolvimento econômico e social local ao longo do último ano e fazer planos para este ano. Fim

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CMOC gastará US$ 1,826 bilhão no projeto de KFM em Congo

O CMOC Group Limited (603993.SH, 03993.HK) anunciou nesta quinta-feira que investirá cerca de 1,826 bilhão de dólares na fase I do desenvolvimento do projeto da mina de cobre-cobalto de Kisanfu (KFM), na República Democrática do Congo (RDC).

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou nesta sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,5 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

O mercado de pequenos artigos chineses é inaugurado em Dubai

O mercado de Yiwu, um centro de compras para pequenas mercadorias chinesas, foi inaugurado nesta quinta-feira em Dubai, oferecendo uma alternativa de mercado para compradores estrangeiros adquirirem produtos fabricados na China, informou Chinanews.com.

Últimas Notícias

Emprego cresce na Espanha após mudanças na reforma trabalhista

Números ainda são influenciados pela recuperação pós-pandemia.

Preço do cobre cai 25% desde o pico em 2022

Riscos de recessão aceleraram desvalorização do metal.

As rotas do Ártico: meta estratégica prioritária

Por Edoardo Pacelli.

Indústria naval apresenta propostas para eleições 2022

Setor quer deixar para trás maré ruim dos últimos 7 anos

Com ações no zero a zero, TC busca culpados da especulação

Em fato relevante, companhia afirma que tem sido alvo de uma campanha de desinformação