Bitcoin perde os US$ 19 mil. Pirâmide começa a desmoronar?

Oficiais chineses chamam criptomoeda de maior esquema Ponzi da história.

O bitcoin foi negociado abaixo de US$ 18,8 mil nesta quinta-feira. Em novembro do ano passado, a critpomoeda atingiu US$ 67,5 mil. Outra moeda digital, o ethereum, chegou a bater em US$ 1 mil; em novembro de 2021, chegou a US$ 4,8 mil.

Edward Moya, analista de mercado financeiro da OANDA, afirma que “parece que todo mundo está se tornando um pássaro da neve e evitando este inverno criptográfico”. A notícia de que a SEC rejeitou o pedido da Grayscale para transformar seu fundo de bitcoin em um ETF “foi a gota d’água que quebrou o nível de US$ 20 mil”. “Se o banho de sangue em Wall Street continuar sendo o tema do terceiro trimestre, o bitcoin pode ficar vulnerável a mais uma queda feia que pode fazer muitos traders temerem a área de US$ 10 mil”, analisa Moya.

O quadro poderá ficar muito pior. Em artigo publicado esta semana no Diário do Povo Online, da China, dois executivos da rede oficial de serviços baseada em blockchain (BSN), Shan Zhiguang e He Yifan, alertaram que o atual colapso do mercado de criptomoedas – de US$ 3 trilhões de valor de mercado em novembro passado para menos de US$ 1 trilhão atualmente – é apenas o começo.

Os autores chamaram as criptomoedas de “o maior esquema Ponzi da história da humanidade” e preveem que o valor irá a zero. Artigo do Diário Econômico da China afirmou que “bitcoin nada mais é do que uma série de códigos digitais, e seus retornos vêm principalmente da compra na baixa e da venda na alta”, um esquema típico de pirâmide, em que os novos ingressantes no mercado sustentam os ganhos dos que entraram primeiro. “No futuro, uma vez que a confiança dos investidores desmorone ou quando países soberanos declararem o bitcoin ilegal, ele retornará ao seu valor original, que é totalmente inútil.”

Leia também:

Bitcoin cai para nova mínima

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Mais de 33 milhões de pessoas passam fome no Brasil

B3: Pacto pelos 15% com Fome, da Ação da Cidadania

Resgates em fundos de investimento superam aportes em julho

Saída de classes mais arriscada deve permanecer por mais um tempo após nova alta da Selic.

Últimas Notícias

Armazém Cultural: Câmara debate veto do prefeito do Rio

.Comissão de Justiça e Redação recomenda rejeição ao veto

Plataformas da Bacia de Campos tem hotéis flutuantes

Petrobras estuda investir US$ 220 milhões até 2023

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Governo de MG conclui leilão de 627,4 km de rodovias

Investimentos de R$ 3,2 bi, sendo R$ 1,4 bi nos oito primeiros anos da concessão

Bancos chineses: mais empréstimos para empresas privadas

No final de junho aumento de 11,4% em relação ao ano anterior