BMW abre nova fábrica na China

Uma nova fábrica da joint venture BMW Group na China foi inaugurada na quinta-feira em Shenyang, Província de Liaoning, nordeste da China, com um investimento total de 15 bilhões de yuans (US$ 2,2 bilhões).

Foto aérea tirada em 23 de junho de 2022 mostra a fábrica Lydia da BMW Brilliance Automotive Ltd. em Shenyang, Província de Liaoning, no nordeste da China.(Xinhua/Yang Qing)

Xinhua - Silk Road

 

Shenyang, 23 jun (Xinhua) — Uma nova fábrica da joint venture BMW Group na China foi inaugurada na quinta-feira em Shenyang, Província de Liaoning, nordeste da China, com um investimento total de 15 bilhões de yuans (US$ 2,2 bilhões).

A fábrica Lydia da BMW Brilliance Automotive Ltd. (BBA), uma joint venture entre a BMW e a montadora chinesa Brilliance China Automotive Holdings Ltd., aumentará a produção anual da BMW na China para 830 mil veículos, disse a montadora. É o maior investimento individual da montadora alemã na China.

Localizada no distrito de Tiexi, em Shenyang, a Fábrica Lydia cobre uma área total de 2,9 milhões de metros quadrados, contando com instalações auxiliares como oficina de carroceria, oficina de pintura, linhas de montagem final e um grande data center.

A planta é coberta com uma rede gigabite 5G para atender aos requisitos de largura de banda para tecnologias como realidade aumentada (AR) e transmissão de vídeo em tempo real.

“A fábrica Lydia é a primeira fábrica que o BMW Group planejou e simulou completamente em um ambiente virtual desde o início do projeto”, disse Zhang Tao, chefe da fábrica. Ela acrescentou que, na fase de construção, ela podia ver simultaneamente o canteiro de obras real e o efeito da construção mostrado através da realidade virtual.

Shenyang é a maior base de produção do BMW Group em todo o mundo. O número total de funcionários do grupo na China já passa dos 28 mil. Fim

Leia também:

Os números da BMW saltaram após consolidação total da JV chinesa BBA

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CMOC gastará US$ 1,826 bilhão no projeto de KFM em Congo

O CMOC Group Limited (603993.SH, 03993.HK) anunciou nesta quinta-feira que investirá cerca de 1,826 bilhão de dólares na fase I do desenvolvimento do projeto da mina de cobre-cobalto de Kisanfu (KFM), na República Democrática do Congo (RDC).

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou nesta sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,5 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

O mercado de pequenos artigos chineses é inaugurado em Dubai

O mercado de Yiwu, um centro de compras para pequenas mercadorias chinesas, foi inaugurado nesta quinta-feira em Dubai, oferecendo uma alternativa de mercado para compradores estrangeiros adquirirem produtos fabricados na China, informou Chinanews.com.

Últimas Notícias

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico