BNDES: Crédito para duas cooperativas agrícolas do Paraná

Duas cooperativas agrícolas do Paraná ampliarão suas capacidades de produção com crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O banco aprovou um financiamento para a C. Vale – Cooperativa Agroindustrial implantar uma unidade de processamento de soja e um armazém do produto em grãos, em Palotina, no oeste do Paraná.

Foi aprovado um empréstimo também para a Cooperativa Agrária Agroindustrial instalar uma unidade para recebimento, beneficiamento, armazenamento e expedição de variados grãos, em Guarapuava, também no sul do Paraná.

O financiamento à C. Vale, no valor de R$ 252,3 milhões, corresponde a 38% do investimento total do projeto. Os recursos a serem destinados pelo BNDES à Agrária somam R$ 32,1 milhões, correspondentes a 75% do investimento total do projeto.

O crédito vai permitir à C. Vale alcançar a autossuficiência na produção de um importante insumo usado na composição das rações animais: o farelo resultante da extração do óleo de soja. Além disso, possibilitará, na fase de operação da unidade, a criação de 70 empregos diretos e 500 indiretos.

Na Agrária, o investimento proporcionará a incorporação da produção de grãos de baixo volume dos cooperados no processo produtivo da cooperativa, trazendo, entre outros benefícios, o aumento da rentabilidade dos associados e ganhos de escala para a estrutura produtiva da entidade. O projeto prevê a geração de 14 empregos na operação do empreendimento.

O superintendente da Área de Indústria, Serviços e Comércio Exterior do Banco, Marcos Rossi, afirma que “o cooperativismo da Região Sul, especialmente no Estado do Paraná, é um modelo de sucesso que o BNDES gostaria que se difundisse ainda mais pelo Brasil”.

O faturamento das cooperativas agroindustriais paranaenses atingiu em 2020 mais de R$ 100 bilhões, o que representa quase 90% do valor bruto total da produção agropecuária do Paraná, segundo dados da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar).  “Além disso, o cooperativismo paranaense gera renda para mais de 180 mil produtores rurais cooperados e quase 100 mil empregados que trabalham no beneficiamento da produção agrícola”, completa Rossi.

Leia também:

BNDES faz parceria com a EPE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Produção nacional de petróleo caiu 1,6% em agosto

No mês de agosto, os campos de Búzios, Atapu e Sul de Tupi, todos produzindo sob o regime de cessão onerosa no pré-sal da...

TRT/RJ interpreta como ilegais medidas adotadas pela Petrobras

A Justiça do Trabalho do Estado Rio de Janeiro deu ganho de causa a empregados da Petrobras em ação coletiva contra aumento de carga...

Diesel estará mais caro nesta quarta-feira

Mesmo depois de tanto protesto contra os preços em elevação praticados pela Petrobras, a companhia realizará ajuste no preço do diesel A para as...

Últimas Notícias

Manguinhos e Ambev lideram dívidas ao Fisco estadual

Estudo da Fenafisco aponta que os maiores devedores também recebem isenções fiscais em suas áreas de atuação.

Investidores monitoram Campos Neto

Mercados externos negociam, em sua maioria, no positivo; na Europa é aguardada a decisão de política monetária do BCE.

Semana começa com estresse pós-traumático

Na sexta, mercados domésticos ficaram por conta da sensação de desmanche da equipe econômica de Paulo Guedes.

Reforma da Previdência desestimulou contribuição

Por Isabela Brisola.

Guedes fica mesmo avaliado com nota baixa

Apesar de abrir a possibilidade de aumentar a crise econômica e do desrespeito ao teto de gastos ou outras regras fiscais para bancar medidas...