Boas relações interessam aos EUA

Documento vazado pelo site Wikileaks mostra a participação do juiz Sérgio Moro em um seminário realizado no Rio de Janeiro, de 4 a 9 de outubro de 2009, de interesse dos Estados Unidos. O telegrama da embaixada norte-americana não traz nenhum fato desabonador ao magistrado, nem a seus pares de todos os estados que participaram do evento. Mas é interessante para mostrar como os EUA buscam infiltrar seus interesses nos outros países.

O seminário era sobre Crimes Financeiros, mas o principal objetivo era juntar forças contra o terrorismo. O telegrama elogia a disposição da comunidade jurídica de atacar o tema, ao contrário – segundo os EUA – de representantes do Itamaraty, que preferem abordar o assunto de forma mais genérica, como “crimes transnacionais”.

Moro foi um dos palestrantes do seminário. Chamou atenção dos EUA o interesse dos membros do Judiciário em obter treinamento prático no combate aos crimes, incluindo “como preparar uma testemunha para depor”. O documento pode ser lido em https://wikileaks.org/plusd/cables/09BRASILIA1282_a.html

Inclui fora dessa

Falando em seminário, subiu no telhado o convescote que o instituto ligado ao ministro Gilmar Mendes programou para Lisboa, na próxima semana. O IV Seminário Luso-Brasileiro de Direito pretende reunir alguns dos protagonistas da destituição de Dilma Rousseff, como os ilustres “juristas” Aécio Neves e José Serra (também estava prevista a participação de Michel Temer, mas ele cancelou a viagem). Diante da saia justa, o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e até o conservador ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho devem alegar problemas de agenda e não comparecer ao evento.

Transparência

O juiz Sérgio Moro, que defende que conversas entre governantes devem ser de conhecimento da população, faria bem à transparência se determinasse que todo contato entre os integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato e a mídia – amiga ou independente – fosse gravado e imediatamente divulgado.

Antidemocrático

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) emitiu uma nota oficial em que externou sua preocupação com a crise política e econômica no país. Para a entidade, há politização na forma de agir da Polícia Federal na Operação Lava Jato.

A relativização dos direitos fundamentais, como se os fins justificassem os meios, a inaceitável politização do modo de agir da Polícia Federal e a adoção de práticas autoritárias, verdadeiros atos antidemocráticos de força, como a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, justificada em nome da ‘ordem pública’, lembram a Lei de Segurança Nacional e aproximam setores do Judiciário das práticas de exceção a serviço de interesses políticos particularistas.”

A ameaça à democracia também está materializada nos intentos de Reforma da Previdência, de sobreposição do acordado sobre o legislado, como desejado pelo novo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), e pelos cortes orçamentários que comprometem tanto o futuro da universidade pública quanto o de áreas estratégicas para o país, como a Ciência, a Tecnologia e a Cultura”, protesta o Conselho da UFRJ.

Samba do alemão doido

Nota de divulgação da Mercedes-Benz diz que a montadora “dá início à produção de automóveis no Brasil, com uma nova fábrica em Iracemápolis”. Como a empresa alemã já produziu em Juiz de Fora os carros Classe A e C, chega-se à conclusão que a cidade mineira fica, na verdade, na Argentina.

Olhos da cara

A plataforma de pesquisa online PiniOn ouviu 3 mil pessoas sobre os preços na Páscoa. De 73% que afirmou ter comprado produtos de chocolate em 2015, 47% acredita que os produtos estão muito mais caros e 45%, que estão apenas mais caros, em relação ao ano passado.

Imparcialidade

O Jornal Nacional inovou o repertório de desculpas para evitar noticiar o que todos os espectadores queriam ouvir: a lista de beneficiados pela Odebrecht. Além de relegar o fato a segundo plano, William Bonner avisou que não divulgaria nomes, pois eram mais de 200 envolvidos e não haveria tempo para mencionar todos… No dia seguinte, esta quinta, o Bom Dia Brasil retirou das manchetes a lista. Fica fácil ver por que a audiência do noticiário global está definhando.

Rápidas

O crescimento do downstream” é o curso que o Ibef-Rio realiza em abril. Mais informações: (21) 2217-5566 *** Prossegue até domingo a Páscoa Divertida no Carioca Shopping, com diversas atividades gratuitas para crianças, das 14h às 20h *** O Conselho das Cidades (ConCidades) prorrogou o prazo para a convocação das conferências municipais e estaduais, que agora passa a ser até 8 de abril, para Etapa Estadual, e até 6 de maio, para a Municipal. A 6ª CNC ocorrerá de 5 a 9 de junho de 2017, em Brasília *** O RIOgaleão participará, dia 31, da Conferência Wings of Change 2016, em Santiago (Chile). Trata-se do maior evento do segmento de aviação da América Latina *** Congressistas dos partidos colombianos Liberal, Conservador e La U e outras forças políticas formaram um comitê nacional da campanha Unidos X Ecopetrol, que pretende evitar o esvaziamento da estatal do petróleo.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Europa admite 2 pesos na crise na Ucrânia e em Gaza

Cinismo típico da mentalidade colonial

Petróleo sob disfarce de direitos humanos

China descobre grande reserva na Região de Uigur, alvo das ‘preocupações’ dos EUA.

Ameaça de demissões expõe crise na Saúde

Piso de menos de 4 SM para enfermagem revela desvalorização.

Últimas Notícias

Nubank: resultado do 2T22 e a perspectiva de recuperação das ações

Destaque para captação de clientes, mas risco de inadimplência é alto.

Rio CVB: Receita do Rock in Rio acima de US$ 158 milhões

Evento deve gerar pagamento de US$ 7,9 milhões em impostos à cidade.

Anatel recebe cerca de 1 milhão de queixas

Reclamações foram contra serviços de telefonia, internet e TV.

Europa admite 2 pesos na crise na Ucrânia e em Gaza

Cinismo típico da mentalidade colonial

Ação civil para incluir fonte solar em leilão de energia

Associação do setor fala em 'tratamento isonômico para empreendimentos fotovoltaicos participarem de leilões do Governo Federal.'