Boeing: Indústria aeroespacial deve crescer fortemente até 2030

Opinião do Analista / 08:19 - 13 de fev de 2012

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Boeing projeta para as próximas duas décadas forte crescimento no longo prazo na indústria aeroespacial, com as empresas da região Ásia-Pacífico sendo as maiores responsáveis por esta expansão. As informações são do periódico norte-americano "The Wall Street Journal". Entre o período 2010-2030, as empresas aéreas de todo mundo devem necessitar 33.500 novos aviões, com valor de aproximadamente US$ 4 trilhões, de acordo com uma apresentação feita pelo vice-presidente de marketing do setor de aviação comercial da Boeing, Randy Tinseth. A demanda será conduzidapelas empresas asiáticas, que devem precisar de 11.450 novas aeronaves, somando um montante de US$ 1,5 trilhão. Tinseth afirmou que a Boeing está aumentando a produção para atender a esta projeção de demanda e está planejando uma versão maior do 787 Dreamliner, que poderá transportar 320 passageiros, 40 a mais que a versão atual. Agência Leia

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor