Bola da vez

Renan Calheiros ganhou um round com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, de suspender, liminarmente, a Operação Métis, deflagrada pela Polícia Federal, e transferir o processo da 10ª Vara da Justiça Federal para o STF. Mas o presidente do Senado não deve comemorar por muito tempo. Ele já está na alça de mira do aparato jurídico-midiático. As pesadas críticas nos telejornais da Globo, entre outras empresas de comunicação, comprovam.

Brigar com Renan agora não interessa ao Governo Temer, que deseja aprovar o mais rapidamente possível a PEC 241. Como sabe disso, o senador jogou pesado após a ação da Polícia Federal. O problema é que a votação da proposta não vai durar para sempre.

Se isso é fracasso…

A produção mundial de petróleo offshore em 2015 estava no nível mais alto desde 2010, responsável por quase 30% da produção mundial total, revertendo quedas anuais consecutivas entre 2010 e 2013. O destaque é o aumento da produção da Petrobras, que ficou em segundo lugar, atrás da Arábia Saudita e à frente do México, Noruega e Estados Unidos. Estes cinco países forneceram 43% da produção total de petróleo offshore.

A produção offshore brasileira cresceu 58% entre 2005 e 2015. Esse crescimento foi impulsionado predominantemente pela expansão dos projetos do pré-sal. Já no México, que segue uma receita similar à que querem aplicar agora à Petrobras, viu sua produção declinar 31% na década.

Na Noruega, a queda entre 2005 e 2010 foi de 28%, o que explicar por que a estatal norueguesa Statoil veio se refugiar no pré-sal brasileiro, aproveitando a liquidação feita pelo Governo Temer. Os dados são da Agência Internacional de Energia (AIE), citados pelo site Oilprice.com e pela Aepet.

Dois pesos, duas medidas

O Diário do Povo, jornal do PC chinês, analisa que os Estados Unidos adotam uma postura assimétrica em relação ao assalto a Mossul e ao ataque em Aleppo. São, respectivamente, as duas maiores cidades do Iraque e da Síria, ambas com mais de um milhão de pessoas. O Estado Islâmico controla a primeira, e a Frente al-Nusra está entrincheirada na segunda. Ambas as organizações, destaca o jornal, são classificadas como terroristas pela ONU.

Os EUA apoiam a ação em Mossul, enquanto obstruem as operações em Aleppo, limitando o combate protagonizado pela Rússia e pela Síria. “No caso da solução da questão Síria, os EUA e alguns países ocidentais estabelecem como pré-condição a derrubada do regime de Bashar al-Assad. Hoje em dia, essa condição é ‘politicamente correta’ nesses países. O fato comprova que a pré-condição é, na verdade, um grande obstáculo para a resolução da questão. Do ponto de vista geopolítico, a interferência da Rússia dá um xeque mate nos EUA neste enorme tabuleiro de xadrez do Oriente Médio”, descreve o Diário do Povo.

Atualmente, o combate em Aleppo é o ponto focal do jogo entre a Rússia e os EUA, sendo que a batalha em Mossul está também relacionada com a questão Síria. Com o aprofundamento das disputas entre potências, será progressivamente mais difícil encerrar o problema. Por fim, quem mais tem a perder é a população síria”, conclui o texto chinês.

Pau que dá em Chico

A Força Sindical considera lamentável a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que rejeitou a desaposentação. Critica também o posicionamento inicial da AGU de pedir ressarcimento aos cofres públicos daqueles que tiveram a aposentadoria recalculada, fruto de decisões da Justiça.

Vale o questionamento: se esta decisão for tomada, o governo também devolverá aos aposentados que continuam trabalhando as contribuições ao INSS, descontadas mensalmente em seus holerites?”, alfineta Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, presidente da central.

E, acrescentariam os empresários à conta, os mais de 30% que as empresas bancam sobre o salário do aposentado.

Retorno

Pezão, governador licenciado do Rio de Janeiro, volta à ativa, em meio período, na próxima terça.

Rápidas

No próximo dia 17, acontecerá na Facha o evento “Cuba: música, história, turismo e diversão”, para promover o país, ainda pouco conhecido. Haverá palestra com o agente de viagem Sérgio Santos e outra com o autor do livro Entre Bandeiras, Arnaldo Bichucher. Para animar, uma salsa cubana com o grupo Sabroson e um sorteio em que o ganhador passará uma noite no hotel Hilton. A Facha fica na Rua Muniz Barreto, 17, em Botafogo (RJ) *** A Investe São Paulo lançará na próxima terça-feira o Mapa SP Conecta, que poderá ser acessado pelo endereço www.mapme.com/spconecta *** Para sobreviver em meio à constante mudança, é preciso mais do que empreender. É preciso se reinventar. E é esse o tema do 12º Congresso CJE/Fiesp, dia 1°, na sede da entidade. Programação do evento: http://hotsite.fiesp.com.br/congressocje/ *** A Cartilha Popular Chico Mendes – O Seringueiro está disponível, gratuitamente, em http://mw.pro.br/mw/cartilha_chico_mendes.pdf. O ativista foi assassinado há 28 anos.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Reforma do IR trará impacto negativo para o caixa das empresas

O projeto de reforma tributária do Imposto de Renda aprovado na Câmara no início de setembro merece atenção especial do setor produtivo. O alerta...

A paz é o caminho

Por Paulo Alonso.

Setor farmacêutico ganha aliado para agilizar contratações

Farmácias e drogarias passaram a integrar o aplicativo Closeer, responsável por conectar empresas e trabalhadores autônomos. Oportunidades de trabalho no segmento devem crescer até...

Taxa de desemprego entre os mais pobres é de 36%

Queda em renda indica aumento na desigualdade durante a pandemia; jovens já são 42% dos empregos temporários no primeiro semestre.