Bola de cristal

A The Economist, revista preferida pelo mercado financeiro, há dez anos publicou uma matéria sobre o preço do barril de petróleo, que caía rumo aos US$ 10 por barril. A publicação decretava que o valor deveria chegar a US$ 5 e que o futuro apontava para óleo barato e em quantidade. A história é contada pelo economista e articulista Paul Krugman, em recente artigo. “Semana passada, o barril bateu os US$ 117”, ironiza Krugman.

Hábeis
Do coordenador do MST, João Pedro Stédile, analisando o duplo alinhamento da elite em torno do Governo Lula e do tucanato: “Num contexto histórico de derrota política da classe trabalhadora e  de refluxo dos movimentos de massas, só se explica a vitória  eleitoral do presidente Lula e do PT, como partido depositário das  esperanças de mudanças estruturais da sociedade brasileira, porque a  classe dominante brasileira se dividiu. Uma parte mais reacionária e  talvez burra tentou a todo custo derrubá-lo, usando como arma  principal os meios de comunicação. Outra parte, mais hábil e talvez  pensando no futuro, preferiu aliar-se e manter seus privilégios.”

Calmaria
Embora tenha sido escrito, em 2007 logo após a reeleição de Lula, um ano depois o texto, intitulado “Segue a calmaria preocupante…” soa atemporal. No artigo (www.mst.org.br/mst/pagina.php?cd=2877) Stédile, no entanto, considera que tal calmaria é provisória e discute suas causas mais profundas.

Natureza e boa mesa
Vargem Grande, bairro da Zona Oeste do Rio, tem vocação turística. É assim que avaliam 70% dos moradores de lá, segundo pesquisa da UniverCidade e da Secretaria municipal de Turismo. Segurança, natureza exuberante, vida interiorana e proximidade da praia são os pontos positivos, afirmam os pesquisados. O pólo gastronômico, seguido pelos haras e pelo parque aquático são as principais atrações turísticas.

Sumiço
Falando no assunto, por onde andam os especialistas e seus colaboradores no jornalismo diário que afirmavam ser um bom negócio o Brasil exportar petróleo a US$ 30 o barril?

Doação de sangue
O Conselho Regional de Medicina do Rio (Cremerj) fez parceria com o Hemorio e vai levar os ônibus de doação de sangue para Botafogo, na Zona Sul do Rio, na próxima quinta-feira. O ônibus ficará atrás da sede do Conselho, na Praça Chaim Weizmann, na esquina das Ruas Barão de Itambi e Farani, das 9h às 15h, para realizar a coleta de sangue dos voluntários, colaboração essencial nestes tempos de dengue hemorrágica.

Ondas do rádio
O Instituto Votorantim, área dedicada à responsabilidade social corporativa criada pelo grupo dos Ermírio de Moraes, fechou parceria com a ONG Criar Brasil para a realização do II Concurso Cultura Popular e Cidadania nas Ondas do Rádio. O projeto premiará músicas de todo o Brasil que tenham temas ligados à cidadania, como educação, saúde, gênero, diversidade, meio ambiente e cultura. Serão produzidos CDs com as canções vencedoras e programas jornalísticos sobre os assuntos abordados. Em 2008, o Instituto Votorantim estima investir cerca de R$ 60 milhões em projetos sociais.

Sul
Delegados dos países que compõem o Banco do Sul (Argentina, Brasil, Paraguai, Equador, Bolívia, Venezuela e Uruguai) se reúnem, no próximo dia 9, em Caracas, para continuar as negociações sobre a instalação do órgão.

Negócios à parte
O presidente mundial da divisão de Petróleo e Gás da General Eletric (GE Oil & Gas), Claudi Santiago, durante visita a Caracas, afirmou que a Venezuela “segue encabeçando a lista de países de maiores oportunidades na área energética”. A empresa negocia investimentos no país de Chávez.

Ética
O que é mais monstruoso: o assassinato físico da pequena Isabela ou o assassinato midiático promovido pelos que nutrem suas audiências e negócios com a exploração sem escrúpulos da tragédia?

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUm único Brasil
Próximo artigoStalin e Guevara

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...