Bola fora

O candidato à Presidência da República pela Frente Trabalhista, Ciro Gomes, foi à concentração da seleção brasileira, que jogou ontem contra o Paraguai em Fortaleza, e recebeu das mãos dos jogadores Cafu e Kaká uma camisa número 23, que Kaká usou durante a Copa do Mundo e do mesmo número do candidato. O técnico Luiz Felipe Scolari, que anteriormente chegou a anunciar voto em Ciro, também participou da entrega. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, amigo do ex-governador do Ceará e candidato ao Senado Tasso Jereissati (PSDB), também apóia Ciro. A festa não trouxe sorte à seleção pentacampeã: a família Scolari jogou mal e perdeu por 1 x 0.

Sorte
Mais de 75% das empresas já tiveram problemas no uso de tecnologia de informação (TI), causando paradas em sistemas críticos. Mesmo assim, apenas 53% têm planos de contingência e de continuidade de negócios. Estes foram alguns dos números revelados pela “Pesquisa Global sobre Segurança de Informações 2002”, que a Ernst & Young Auditoria acaba de divulgar. Foram entrevistados 459 executivos em 17 países. Alguns números números deixaram os pesquisadores alarmados: 40% das empresas confiam na sua capacidade de detectar ataques a seus sistemas; 40% não investigam incidentes relativos à segurança de informação; menos de 50% das empresas mantêm programas de treinamento e conscientização de funcionários e terceiros sobre segurança da informação. Diante disso, por que as empresas ainda não fazem investimentos suficientes para atingir um bom nível de eficiência nessa área? Segundo a pesquisa, 70% dos entrevistados acham que o grande obstáculo está na velocidade das mudanças e na crescente sofisticação do mundo empresarial.

Incomodada
A Petrobras deu entrada na noite da última terça-feira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o pedido de direito de resposta contra o programa eleitoral do PT na televisão. A estatal não gostou de ter sido citada em um trecho em que o candidato do PT à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, reclama da encomenda de plataformas de produção de petróleo no exterior. Lula gravou no estaleiro Verolme, em Angra dos Reis, no Rio, um dos habilitados a construir as plataformas que estão sendo contratadas no exterior. A Petrobras informou que duas dessas plataformas, P-51 e P-52, não irão necessariamente para estaleiros estrangeiros. Segundo a empresa, o processo de licitação ainda não foi iniciado. Porém, se não houver pressão da sociedade, ninguém duvida que as obras irão para o exterior, assim como a da plataforma P-50.

Corrupção
Combater a corrupção de forma sustentável requer uma abordagem holística e a cooperação de várias instituições, para que O Brasil possa falar em um sistema nacional de integridade. Esta é a síntese da abordagem do livro Caminhos da transparência – Análise dos componentes de um sistema de integridade (Editora da Unicamp), organizado por Bruno Wilhelm Speck, professor no Departamento de Ciências Políticas da Unicamp. A obra será lançada hoje, às 19h, na Saraiva Mega Store do MorumbiShopping, com a presença do organizador, membros da Transparência Brasil e convidados. O livro é uma coletânea de artigos de mais de 40 especialistas de variadas áreas de conhecimento, como Heródoto Barbeiro, Cláudio Abramo, Aristides Junqueira e Denise Frossard.

Bandejão
Abrir 400 restaurantes populares e servir mais de 1 milhão de refeições por dia em todo país é o que prometeu o candidato do PSB à Presidência da República, Anthony Garotinho. Quando era governador do Rio de Janeiro Garotinho inaugurou sete desses restaurantes – projeto do Partido dos Trabalhadores. As refeições são servidas por R$ 1, com a diferença entre custo e preço subsidiada pelo governo. Com 1 milhão de pratos por dia, considerando uma média (conservadora) de R$ 2 de subsídio por refeição, chegaríamos a R$ 2 milhões diariamente, ou cerca de R$ 700 milhões por ano. Para comparar, o Programa Bolsa Escola, xodó do tucanato, levará este ano – se conseguir liberar no orçamento – R$ 1,5 bilhão. E Garotinho aprovou o superávit primário de 3,75% do PIB.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Apagão”
Próximo artigoProbo

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Triste realidade

Em cada 4 bairros do Rio, 1 tem milicianos ou traficantes

Pré-candidatura de Ceciliano ao Senado ganha apoio na Região Serrana

Prefeito do PSB vira as costas para candidato do partido.

Informalidade atinge 40,1% da população ocupada

Segundo IBGE, desemprego caiu para 9,8%; rendimento fica estável.

Empresas buscam alternativas para captar recursos

Por Luciano Camargo Neves.

Bacen chinês enfatiza importância de apoio financeiro à economia real

O banco central da China disse nesta quarta-feira que irá construir um mecanismo eficaz para fornecer apoio financeiro à economia real.