Bolsa de Shanghai explora caminhos para servir empresas de ICR

A Bolsa de Shanghai (SSE), uma das principais bolsas da China, irá explorar mais formas para apoiar ainda mais o desenvolvimento das empresas relativas à Iniciativa do Cinturão e Rota (ICR), relatou China Securities Journal mencionando a bolsa nesta segunda-feira.

Foto tirada em 13 de junho de 2019 mostra a vista de fora da Bolsa de Shanghai em Shanghai, leste da China. (Xinhua/Fang Zhe)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 21 mar (Xinhua) — A Bolsa de Shanghai (SSE), uma das principais bolsas da China, irá explorar mais formas para apoiar ainda mais o desenvolvimento das empresas relativas à Iniciativa do Cinturão e Rota (ICR), relatou China Securities Journal mencionando a bolsa nesta segunda-feira.

A SSE disse essa informação em uma reunião realizada recentemente para facilitar a construção do Cinturão e Rota, na qual os participantes destacaram que a construção de um sistema de financiamento diversificado para o ICR importava muito não apenas para a construção do Cinturão e Rota, mas também para impulsionar as reformas financeiras e a abertura da China.

O mercado de títulos serve como uma infraestrutura no sistema de financiamento diversificado para a ICR, enquanto várias políticas centradas na construção do Cinturão e Rota promoveram ativamente o desenvolvimento e reformas do mercado financeiro da China.

No entanto, a dificuldade de financiamento continuou sendo um problema comum enfrentado pelas empresas participantes das construções relacionadas ao ICR. Para poder realizar o desenvolvimento sólido das empresas em países e regiões relacionados a ICR, o papel do mercado de capitais é indispensável.

Nos anos recentes, foram divulgados uma série de documentos de orientação e múltiplas políticas fiscais preferenciais, no objetivo de encorajar as empresas a marcharem para o globo e suportar construções relacionadas à ICR.

Em março de 2018, a Bolsa de Shanghai lançou o programa piloto de títulos “Cinturão e Rota” para aumentar o financiamento a empresas em países e regiões relacionados a ICR e orientar mais capital para fluir na construção das infraestruturas relacionadas.

O documento da Bolsa de Shanghai mostra que, os títulos “Cinturão e Rota” incluem títulos governamentais emitidos por agências governamentais de países ou regiões relacionadas à “Cinturão e Rota” na SSE, títulos corporativos emitidos por empresas e instituições financeiras de países “Cinturão e Rota” ou regiões na SSE, como também títulos corporativos emitidos por empresas nacionais e estrangeiras na SSE para arrecadar fundos para a construção de projetos “Cinturão e Rota”.

A SSE realizou a reunião para resumir as práticas e as experiências passadas avançadas de apoio à construção relacionada à ICR por meio dos títulos “Cinturão e Rota”, reunir sugestões e opiniões de empresas relacionadas e pesquisar os problemas enfrentados pelas empresas ao participar da construção relacionada à ICR.

Na reunião da Bolsa de Shanghai, várias empresas participantes expressaram as suas vontades de emitir títulos “Cinturão e Rota”. Fim

Leia também:

Confiança retomada no mercado de capitais da China após comitê

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Comércio da China com países do Cinturão e Rota registra crescimento

Os laços econômicos e comerciais da China com os países ao longo do Cinturão e Rota se fortaleceram significativamente na última década, afirmou Sheng Qiuping, vice-ministro do Comércio da China, nesta sexta-feira.

Produção de chá eletrificada impulsiona indústria de chá na China

A produção de chá eletrificada na Província de Hunan, na região central da China, um dos setores de eletrificação rural promovidos pela State Grid Hunan Electric Power Co., Ltd., está ajudando a indústria local de chá a prosperar em uma forma de produção mais verde e eficiente.

JD.com acompanha sua receita líquida crescer 18% no primeiro trimestre

A gigante do comércio eletrônico da China, JD.com, observou sua receita líquida aumentar 18% ano a ano no primeiro trimestre deste ano, informou o China Securities Journal.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais