Bolsa paulista fecha parceria com seguradora Newe

A B3 fechou uma parceria com a seguradora Newe para disponibilizar aos agentes do mercado livre de energia, usuários da Plataforma de Energia da B3, benefícios na hora de contratar seguro garantia. O objetivo dessa parceria é trazer ainda mais liquidez a esse mercado.

Com essa parceria, ao contratar o seguro, o agente que já possui o Selo de Confiança da B3 pode autorizar que a seguradora NEWE tenha acesso ao status de seu selo e, a partir dessas informações, a seguradora pode aumentar o limite de crédito dado ao agente. Esse benefício é possível porque a seguradora passa a ter mais informações e transparência sobre a saúde dos contratos daquele agente.

Por outro lado, os clientes da seguradora que ainda não estão na Plataforma da B3 serão convidados a conhecer os benefícios da solução criada pela bolsa do Brasil para também terem acesso aos benefícios da parceria.

O seguro garantia funciona como uma alternativa de caução para pagamento da energia futura comprada pelo agente a um custo mais baixo que outros instrumentos, gerando eficiência de caixa às empresas.

Com a parceria, o agente poderá obter mais crédito e mais segurança nas negociações”, explica Ana Beatriz Mattos, superintendente de Novos Negócios da B3. “Acreditamos que gestão de risco está diretamente ligada a ganhos de performance e produtividade”, completa.

O mercado de energia vem crescendo no Brasil e essa parceria da B3 com a Newe promoverá crescimento mais estruturado do mercado de energia livre, ainda pouco explorado pelo setor de seguros”, afirma Átila Santos, superintende de Riscos Financeiros da Newe.

Depois de ouvir as necessidades de diferentes agentes do mercado de energia livre e usando toda sua expertise de soluções de gerenciamento de riscos de outros mercados, a B3 passou a oferecer a Plataforma de Energia, uma solução de gestão de risco de contraparte e divulgação de curva de preço.

A ferramenta tem o objetivo de ajudar o mercado a criar melhores condições para a negociação de energia elétrica e contribuir, desta forma, para a transparência e a formação de uma curva de preço construída com a contribuição dos agentes do setor elétrico a partir dos contratos enviados, com foco em gestão de risco.

Mas além do mercado físico, já atuamos desde 2015 nos derivativos financeiros de PLD, disponibilizando ao mercado o registro de termo, swap e opção, além de derivativos mais customizados, como os que fornecem hedge de PLD horário a geradores e consumidores.

Artigos Relacionados

Aposentado sem pagar INSS é a 1ª ideia legislativa feita por telefone

Extinguir a cobrança de contribuição previdenciária dos aposentados é a primeira ideia legislativa feita por telefone, e não pela internet, que alcançou a marca...

Petrobras diz que pagará dívida de migração de planos

A Petrobras assinou na quarta-feira, junto à Fundação Petrobras e Seguridade Social (Petros), um Termo de Compromisso referente à sua participação paritária para pagamento...

Setor segurador cresce 11% em doze meses até maio

Na evolução dos últimos 12 meses, o setor de seguros apresentou taxa de crescimento de dois dígitos em maio, alcançando expansão de 11%. A...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Taxar dividendos aumentou investimentos na França

Redução, nos EUA e na Suécia, só elevou distribuição de lucros.

Petroleiro tem maior produtividade da indústria no Brasil

Mesmo com setor extrativista, participação industrial no PIB caiu de 25% para 20%.

Exportação cresce, mas só com produtos pouco elaborados

Superávit de quase US$ 7 bilhões até a quarta semana de julho.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.