24.8 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, janeiro 22, 2021

Bolsonaro: ‘fechamento não é política correta contra a Covid’

O presidente Jair Bolsonaro reiterou hoje ser contra o fechamento total do comércio em função da pandemia. Bolsonaro disse que não se pode falar em saúde sem emprego, e que vida e economia “andam de braços dados”.

“Eu peço a Deus que ilumine governadores e prefeitos para que não fechem tudo. Essa não é a política correta. Vida e economia andam de braços dados. Não podemos falar em saúde sem emprego”, disse. De acordo com balanço divulgado de ontem do Ministério da Saúde, o Brasil acumula 8,1 milhões de casos confirmados e 203 mil mortes.

Com o aumento no número de pessoas infectadas pela Covid-19 em uma segunda onda da doença no Rio de Janeiro, o perfil dos pacientes cada vez mais jovens vem chamando a atenção dos médicos. Com a abertura das atividades e relaxamento da população, os jovens foram os primeiros que aproveitaram o início da liberação, o que foi determinante para o aumento das infecções. Por ser uma doença de transmissão respiratória, precisa do contato entre as pessoas. Os jovens têm uma preferência pelo contato com outras pessoas, porém, quando eles vão para casa, podem entrar em contato com outros membros da família que estão se resguardando porque sabem dos riscos.

Segundo Leonardo Cordeiro, fisioterapeuta do Hospital e Clínica São Gonçalo (HCSG), em São Gonçalo, “na primeira onda, a idade dos pacientes que procuravam atendimento era maior do que 65 anos e agora está menor que 45 anos, o que preocupa na evolução do contágio aos mais jovens e, consequentemente, aos idosos que geralmente apresentam diversas comorbidades”. Muitas pessoas estão se internando nessa faixa etária, explica, que complementa: “o descaso dos jovens realmente é uma preocupação de todos, principalmente agora nas festas de final de ano e nesse período de janeiro, que são as férias oficiais escolares. Temos que redobrar a atenção desse público, porque muitos estão banalizando as informações, talvez até mediado pelas fake news”.

“Deve-se redobrar a atenção do uso das máscaras, evitar aglomeração, fazer uma boa lavagem das mãos sempre que tocar em superfícies ou em outras pessoas. E com uso do álcool gel sempre. Essas informações têm que ser passadas para o público de maneira veemente. Um detalhe muito importante é evitar lugares fechados e, se estiver em contato com outras pessoas, manter o distanciamento e o uso de máscara durante as conversas. Acredito que essas recomendações são importantes para qualquer público, seja de crianças, idosos e principalmente nesse grupo de jovens, que agora vem crescendo”, conclui.

 

Com informações da Agência Brasil

Leia mais:

Bolsonaro terá de explicar fraude em 2018 e risco em 2022

PT recorre a TSE e PGR contra ameaça de Bolsonaro às eleições

Artigos Relacionados

Vacina da Índia deve chegar nesta 6ª em pouca quantidade

Vinda do princípio ativo da China para fabricação do medicamento aqui ainda sem solução.

Empresas e trabalhadores se mobilizam para suprir falhas dos governos

Doação de usina e importação de oxigênio da Venezuela.

Ministério da Economia quer privatizar Amazônia

Medida depende de aval de Bolsonaro e estabelece o Serviço Florestal Brasileiro como responsável por conduzir de outorga de concessão florestal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.

EUA: expectativa por novos estímulos fiscais traz bom humor

Futuros dos índices de NY estão subindo, mesmo após terem atingidos novos recordes históricos no fechamento do pregão anterior.

Ajustando as expectativas

Bovespa andou na quarta-feira na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA.

Sudeste produz 87,5% dos cafés do Brasil em 2020

Com mais de 55 milhões de sacas a região é a principal responsável pela maior safra brasileira da história.

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.