Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

De agosto de 2020 a julho de 2021, a transmissão da TV Brasil, canal do Estado brasileiro, foi interrompida 208 vezes para a entrada ao vivo de eventos com o presidente Jair Bolsonaro. “É mais do que um evento a cada dois dias”, relata o Dossiê da Censura na Empresa Brasil de Comunicação – EBC (outubro 2021), realizado pela Comissão de Empregados da EBC, Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e mais 3 entidades.

Uma das transmissões mais marcantes foi a do jogo beneficente “Natal Sem Fome”, em 28 de dezembro de 2020, quando ambos os times se esforçaram para Bolsonaro fazer um gol, e ele caiu de cara na grama após marcar.

 

Conselhos na mira

Não é só o Conselho Federal de Medicina que anda sob escrutínio público. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de SP (Crea-SP) foi denunciado no Tribunal de Contas da União (TCU) sobre “pretensas irregularidades havidas no Chamamento Público 1/2020”, aquisição e construção de imóvel, mediante permuta de imóveis de propriedade do Conselho, para instalação da sede da entidade (Processo: 008.435/2021-9).

O TCU deferiu o pedido de medida cautelar, por entender que deveria ser realizada licitação. Com base na avaliação dos imóveis, a possível contratação envolveria “o considerável montante de R$ 198.351.000,00.”

 

Doente e desgovernado

Pandemia e pandemônio – Relatos indignados de um Brasil doente e desgovernado (Batel) é o novo livro de Ricardo Cravo Albin. A obra reúne 46 crônicas publicadas semanalmente ao longo de 2020 sobre a pandemia, registrando os descalabros do governo brasileiro, principalmente seu presidente, no enfrentamento do problema. Textos de apresentação da escritora Nélida Piñon e dos cientistas Margareth Dalcolmo e Jerson Lima.

 

Não existe corrupção na direita

Guaidó foi pego transferindo lucro de empresa venezuelana situada na Colômbia para uma companhia no Panamá, paraíso fiscal. A empresa, confiscada pelo governo colombiano aos venezuelanos, está à beira da falência. Fosse Maduro, a mídia chancelaria: desvio de recursos públicos.

 

Rápidas

O publicitário Bruno Aguilera, coordenador de Marketing da Finch e da Mandaliti, falará sobre Tecnologia e Comunicação, dia 22, às 10h, na Facha *** A FGV Direito Rio lança o livro Temas em Direito e Economia do Trabalho, coordenado pelos professores Armando Castelar Pinheiro, Antônio José Maristrello Porto e Patrícia Sampaio. Pode ser baixado gratuitamente aqui *** A 2ª edição do Concrete Show Xperience (CSX) acontecerá de 26 a 28 de outubro, em formato digital. Inscrições aqui *** Está aberta a venda de ingressos para a Expo Franchising ABF Rio (11 a 13 de novembro), que volta a ser realizada presencialmente depois de 2 anos *** A FGV Transportes, em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM), está desenvolvendo o Índice de Qualidade da Logística do E-commerce (IQLE), para avaliar como o cliente vê a qualidade da entrega das compras pela internet *** Que o Dia de N.S. Aparecida, Padroeira do Brasil, traga esperança aos brasileiros *** A coluna dá um descanso a seus leitores e voltará só em novembro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ainda é a economia

Redução dos preços coloca algum combustível na campanha de Bolsonaro.

Decisão do TST põe em xeque diversas terceirizações

Por Leonardo Jubilut.

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Últimas Notícias

Armazém Cultural: Câmara debate veto do prefeito do Rio

.Comissão de Justiça e Redação recomenda rejeição ao veto

Plataformas da Bacia de Campos tem hotéis flutuantes

Petrobras estuda investir US$ 220 milhões até 2023

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Governo de MG conclui leilão de 627,4 km de rodovias

Investimentos de R$ 3,2 bi, sendo R$ 1,4 bi nos oito primeiros anos da concessão

Bancos chineses: mais empréstimos para empresas privadas

No final de junho aumento de 11,4% em relação ao ano anterior