26.4 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 18, 2021

Bomba

Segundo estudo do Instituto de Política Econômica (Economic Policy Institute), de Washington, nos últimos quatro anos os gastos do governo dos Estados Unidos na área de defesa têm sido os principais responsáveis pelo aumento da oferta de empregos no setor privado. Sem eles, haveria hoje 1,2 milhão de empregos a menos que em 2001. O estudo mostra que, entre 2001 e 2005, os gastos públicos federais, estaduais e municipais foram responsáveis pela geração de 2,1 milhões de postos de trabalho no setor privado, dos quais 1,33 milhão nas fábricas de armamentos e afins.

Desindustrialização
O economista Paul Craig Roberts, ex-secretário do Tesouro Assistente no governo Reagan, diz que os EUA caminham rumo ao Terceiro Mundo. Analisando números oficiais do aumento de empregos em julho – 207 mil – ele mostra que 26 mil foram criados no setor público e 181 mil no setor privado, dos quais 98% na área de serviços (30 mil atendentes em bares e restaurantes; 28 mil na área de saúde e assistência social; 12 mil no setor imobiliário; 6 mil na intermediação de crédito; 8 mil em transportes; 50 mil no comércio varejista; 8 mil no comércio atacadista; e 7 mil na área de construção), a maioria dos quais ocupado por imigrantes mexicanos, comenta Roberts, segundo o boletim quinzenal Solidariedade Ibero-americana.

Zarpar
O secretário de fomento do Ministério dos Transportes – verdadeiro ministro da indústria marítima – Sérgio Bacci, garante que até fim deste ano a Petrobras fará licitação de 30 barcos offshore, em valor superior a US$ 1 bilhão. “Nos próximos dez anos o parque industrial brasileiro irá construir cerca de 100 navios; se eu participar da assinatura de metade dessas embarcações, deixo o governo satisfeito”, disse Bacci.

Prejuízo
Uma equipe de procuradores federais e auditores da Previdência estima em cerca de R$ 5 bilhões o valor de débitos não-inscritos na dívida ativa durante esse período. Algumas podem, inclusive, estar prescritas. O prejuízo não fica aí. Calcula-se que somente na Justiça do Trabalho chegue a cerca de 1 milhão o número de processos que fica parado desde 22 de julho, quando o governo tentou criar, via MP, a Super Receita. O Tribunal Superior do Trabalho suspendera os prazos a pedido da Fazenda Nacional, prejudicando a arrecadação previdenciária e o trabalhador que teve sua demanda parada na justiça. Os procuradores federais estão fazendo o levantamento do número de processos que fica paralisado durante a vigência da MP 258.

Choque de realidade
Quis o destino que a afirmação, esta semana, do presidente Lula de que a política econômica não atrapalha as ações sociais de seu governo coincidisse com a ida do aplicador dessa política à Câmara dos Deputados para debater a emenda que cria o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundeb). Apesar dos condicionamentos criados para que nada afetasse a exposição monocórdica do ministro da Fazenda, Antônio Palocci, a irrupção do grupo de mães na Comissão de Educação exigindo a inclusão das creches no Fundeb materializou o desmentido à retórica presidencial.

Luz externa
Foi transferida para as 15h a conferência com o ministro Celso Amorim sobre a política externa do governo Lula, na Coppe (UFRJ), dia 5, inicialmente marcada para 10h.

Barraco de luxo
Pode ir a cerca de R$ 50 milhões a indenização a condôminos do Golden Green – um dos mais luxuosos da Barra (RJ), reduto de milionários – se for julgada procedente a apelação distribuída à 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça. Os proprietários dos apartamentos reclamam que os incorporadores (GD Empreendimentos e Anglo American) alteraram o projeto original, cassando a vista para o mar. A causa une 17 condôminos, mas o número total de imóveis que teriam sido prejudicados é de cerca de 180. A indenização mínima, calculada por perito judicial em 2000, monta a R$ 200 mil.

Onomatopéia
Seria a bengalada um sucedâneo vulgar do tapa na cara dos eleitores?

Artigo anteriorZarpar
Próximo artigoPrêmio
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.