Brasil brinda à tecnologia dos EUA e China

O Taobao, potência do comércio eletrônico da China, ultrapassou a Tencent e se tornou a marca mais valiosa do país, de acordo com um relatório divulgado na terça-feira pela agência de notícias Xinhua. O valor de marca do Taobao atingiu 230 bilhões de iuanes (R$ 115 bilhões), seguido pela China Mobile (227 bilhões de iuanes) e Baidu (218 bilhões de iuanes), de acordo com o Hurun Research Institute.

O Tencent, campeão do ano passado, caiu para a quinta colocação (210 bilhões de iuanes), mas a explicação é simples: o valor do seu serviço de mensagem instantânea WeChat foi calculado de forma independente. O WeChat, que possui 700 milhões de usuários, ficou no sétimo lugar na lista, com um valor de marca de 132 bilhões de iuanes. Somados, Tencent e WeChat valeriam 342 bilhões de iuanes.

O valor combinado das marcas das 200 empresas chinesas listadas no relatório foi recorde, de 4,6 trilhões de iuanes, um aumento de 7%; 97 são empresas privadas. O valor das marcas estatais diminuiu 3% em média, enquanto o das empresas privadas subiu em média 20%.

No Brasil, a marca mais valiosa, segundo estudo feito pela BrandZ, é a Skol, com cerca de R$ 22 bilhões, um quinto da chinesa que encabeça a lista. No mundo, segundo a revista norte-americana Forbes, a marca mais valiosa em 2016 é a Apple, com US$ 154 bilhões (R$ 503 bilhões).

A maioria das marcas na lista chinesa são dos setores financeiro e imobiliário, mas as marcas de tecnologia registraram o maior aumento, cujo valor médio aumentou em 59%. Na lista norte-americana, cinco das dez primeiras são de tecnologia. No top dez do Brasil, três são do setor financeiro e quatro, cervejas.

Foi o trânsito

O primeiro discurso de Michel Temer na ONU foi insípido – nada diferente do habitual do presidente, que fala sem nada dizer. Destaque, a necessidade de defender o processo de impeachment, incluído no “compromisso inegociável com a democracia”. “O Brasil acaba de atravessar processo longo e complexo, regrado e conduzido pelo Congresso Nacional e pela Suprema Corte brasileira, que culminou em um impedimento. Tudo transcorreu, devo ressaltar, dentro do mais absoluto respeito constitucional.”

Comentários também causou a ausência do anfitrião, Barack Obama. Os Estados Unidos sempre fazem o segundo discurso, após a abertura pelo Brasil. O presidente norte-americano se atrasou e foi apenas o terceiro a falar.

Calote dos bancos

Apenas 5% dos 51,3 bilhões de euros que o Estado espanhol injetou para salvar os bancos desde 2009 voltaram aos cofres públicos. A maior parte dos fundos veio do resgate financiado pelos europeus em junho de 2012, de cerca de 40 bilhões de euros. O levantamento é do Banco de Espanha, em relatório atualizado que analisa o papel do Estado no salvamento de bancos entre 2009 e 2016.

Mas os auxílios não pararam aí. Garantias para a emissão de obrigações superaram os 110 bilhões de euros. Essas, pelo menos, já foram integralmente ressarcidas, segundo autoridades citadas pelo jornal El País.

Turismo em festa

O Instituto Preservale recebe, em 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo, o Prêmio Yedda Maria Teixeira, na categoria sustentabilidade. Instituído pela Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ e pelo Site Consultoria em Turismo, o prêmio vai homenagear sete personalidades e entidades que contribuíram para o desenvolvimento do turismo brasileiro. A premiação, idealizada pelo professor Bayard Boiteux e que tem apoio da Sergio Castro Imóveis e da Fundação Cesgranrio, ocorrerá no Hotel Copacabana Praia.

Rápidas

A Nova Dialética e O Capital de Marx chega ao Brasil pela Edipro. Na obra, Christopher J. Arthur propõe mudar a percepção do leitor quando insere a obra máxima de Marx no cenário econômico e político atual *** A Coca-Cola Femsa Brasil abriu inscrições para o Programa de Estágio 2017, com 40 vagas para São Paulo, Jundiaí, Jacareí e Sumaré (SP), Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR). Os estudantes interessados têm até 30 de setembro, no site da empresa *** A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio) realiza o 10º Infra Rio de Janeiro, encontro de lideranças em gestão de infraestrutura e serviços. Será no próximo dia 27, no Rio Othon Palace (Avenida Atlântica, 3.254, Copacabana). Inscrições: www.eventosinfra.com.br *** Perto do fim do prazo para adesão ao programa de repatriação de recursos, os escritórios Angélico Advogados e Kuntz Advocacia e Consultoria Jurídica realizam nesta sexta-feira o evento “Lei da Repatriação – A reta final da adesão”. Será no Brooklin Paulista (São Paulo), das 9h30 às 11h30 *** O Centro de Estudos Político-Estratégicos da Marinha (CEPE-MB) lança o livro A Grande Estratégia do Brasil, com discursos, artigos e entrevistas do embaixador Celso Amorim durante sua gestão no Ministério da Defesa (2011–2014). O lançamento, com direito a palestra, será dia 29 próximo, a partir das 18h30, na Escola de Guerra Naval (Av. Pasteur, 480, Urca, Rio de Janeiro).

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Mercados operam mistos no exterior

No Brasil haverá resposta ao Copom.

Elevação na Selic deve repercutir no mercado

EUA: divulgação de PIB do terceiro trimestre e balanços de grandes empresas são o foco das atenções no cenário internacional.

TSE forma maioria contra cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

PT, PCdoB e PROS pedem cassação da chapa por cometimento de abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

IGP-M acumula inflação de 21,73% em 12 meses

Alta da taxa de setembro para outubro foi puxada pelos preços no atacado.

Mirando agora na PEC dos Precatórios

Ultrapassada a decisão do Copom, investidores vão mirar na avaliação da PEC cheia de 'jabutis' que ainda não foram retirados.