Brasil comemora reinício das exportações de carne bovina para a China

País asiático é o principal destino da carne exportada pelo país sul-americano.

Clientes compram no Mercado Municipal de São Paulo, Brasil, em 8 de janeiro de 2016. (Xinhua / Rahel Patrasso)

Xinhua - Silk Road

Brasília, 15 dez (Xinhua) — O governo brasileiro manifestou nesta quarta-feira sua satisfação com a notícia de que a Administração Geral das Alfândegas da China autorizou, a partir do mesmo dia, o reinício das exportações de carne bovina para aquele mercado, que estavam suspensas há três meses.

O órgão chinês terminou a avaliação dos dois casos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) atípica ocorridos no Brasil em setembro deste ano.

Em um comunicado, os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e das Relações Exteriores afirmaram que a notícia é produto do trabalho conjunto das duas pastas e também “é resultado do fluido diálogo mantido com as autoridades chinesas desde o primeiro momento”.

O governo brasileiro, diz a nota, disponibilizou imediatamente às autoridades chinesas toda a informação pertinente sobre a suspeita dos dois casos de EEB, mesmo antes de terem sido confirmados pelo laboratório internacional de referência da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) em Alberta, Canadá.

“A decisão das autoridades chinesas confirma a excelência dos controles sanitários oficiais brasileiros”, enfatiza o comunicado divulgado pelo governo do Brasil.

A China é o principal destino da carne exportada pelo país sul-americano, tendo representado em 2020 48% das vendas brasileiras mundiais do produto.

Mesmo com a suspensão desde setembro, as exportações brasileiras de carne bovina para a China somavam US$ 3,87 bilhões em 2021, 46% das vendas mundiais do produto. Fim

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China implementará tarifas da RCEP para mercadorias da Coréia

A partir de 1 de fevereiro, a China adotará a taxa tarifária prometida sob o acordo da Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP), nas importações selecionadas da República da Coréia, conforme um comunicado divulgado pela Comissão de Tarifas Alfandegárias do Conselho de Estado, nesta quinta-feira.

Produto estrela da BGI Genomics é exibido na Pavilhão da China

Os modelos do Huo-Yan Air Laboratory da BGI Genomics, produto estrela de laboratório móvel de teste nucléico da gigante chinesa, foram exibidos na Pavilhão da China da Expo 2020 de Dubai durante 11 a 13 de janeiro.

China continua sendo destino favorito de investimento, informa WSJ

A China continua sendo um grande destino de investimento, pois suas startups de tecnologia atraíram uma quantidade recorde de financiamento de risco no ano passado, informou o Wall Street Journal nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Empresa brasileira de produtos médico-hospitalares cresce 20% em 2021

Faturamento foi de R$ 28 milhões.

Brasileiro buscou mais crédito para compra de veículo

Veículos pesados e motos se destacam

Varejo, petrolíferas e bancos puxam Ibovespa

Siderúrgicas e Vale ficam na contramão do mercado

Uso de cheque cai ladeira abaixo

Avanço tecnológico mudou hábito arraigado da clientela

Covid-19 fecha 478 agências bancárias em SP

500 bancários foram confirmados com covid-19.