Brasil é o 9º país que mais gastou com tarifa pré-paga

No Uzbequistão paga-se somente R$ 0,11 pelo mesmo benefício.

Tendo em mente que os smartphones ganham a cada ano mais atrações independentes que deixam de ser tendências, a plataforma de desconto online Cuponation compilou uma série de dados sobre o quanto essa funcionalidade demanda dos brasileiros, tanto de tempo quanto de investimento financeiro. Fazendo um levantamento sobre utilidades mensais, uma empresa internacional divulgou recentemente o preço por país de 1 minuto de tarifa de celular pré-pago local, sem descontos ou planos, registrando que o Brasil está entre o top 10.

De acordo com a pesquisa, dentre as 100 nações participantes, o país ocupa atualmente a 9ª posição do ranking do minuto da tarifa pré-paga mais cara do mundo, na qual a população brasileira paga em torno de R$ 1,42 a cada 60 segundos pelo uso do benefício.

Um estudo da parceria entre Hootsuite e WeAreSocial apresentado  no segundo semestre deste ano apontou que o Brasil é o segundo país do mundo que passa mais tempo conectado na internet, somando quase 11 horas diárias, e que os brasileiros colocam o país em terceiro lugar no ranking do tempo de uso das redes sociais, somando 3 horas e 42 minutos.

Levando esses dados em consideração e adicionando o fato de que o salário mínimo atual da população brasileira é de exatos R$ 1.100 mensal (IBGE), é fácil entender o porquê do brasileiro que passa a maior parte do dia fora de casa gastar tanto no final do mês com tarifas e dados celulares.

De volta ao levantamento inicial, a nação que garantiu o primeiro lugar com a tarifa pré-paga mais cara foi a Grécia, na qual sua população precisa desembolsar em média R$ 2,70 por cada minuto – o que representa quase o dobro que o preço do Brasil.

Malta e Irlanda são os países que ocupam o segundo e terceiro lugares do ranking, recebendo R$ 1,90 e R$ 1,86, respectivamente, pelo investimento de seus povos. Pagando somente R$ 0,11 pelo mesmo benefício, o território que ficou em último lugar da lista foi o Uzbequistão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Payroll teve leitura fortemente acima do esperado

Mercado de trabalho mostra aperto considerável, com indicações de restrições prolongadas no lado da oferta.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.