Brasil é o terceiro país no ranking de mercado pet

1273
Cão (Foto: ABr/arquivo)
Cão (Foto: ABr/arquivo)

O mercado pet mundial cresceu 3,2% em 2022 em relação a 2021, mas a perspectiva é de um crescimento tímido em 2023, tendo em vista o cenário mundial instável. A análise é da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

O Brasil atualmente, se consolida no terceiro lugar entre no quesito faturamento, representando 4,95% dos US$ 145 bilhões, atrás somente de EUA (43,7%) e China (8,7%). Atrás de Brasil estão Reino Unido (4,66%); Japão (4,61%); Alemanha (4,5%), França (4%), Canadá (3,26%), Itália (2,74%) e Rússia (2,59%).

“O mercado pet brasileiro chegou a cair para o sétimo lugar do ranking mundial durante a pandemia; no entanto, nossa indústria é resiliente e conseguimos voltar ao top 3”, comenta o presidente-executivo da Abinpet, José Edson Galvão de França.

Segundo ele, no entanto, “seria possível até competir de igual para igual com o faturamento da China, caso nossa carga de impostos não fosse tão alta.”

Espaço Publicitáriocnseg

Para efeito de comparação, a carga tributária brasileira é 87% maior do que aquela dos EUA. Enquanto os brasileiros pagam cerca de 50% do valor final em impostos, nos EUA, a arrecadação é apenas de 6,6% do preço final. Na prática, a cada real investido pelos consumidores brasileiros, R$ 0,50 são impostos. Nos EUA, para cada dólar, somente US$ 0,07 são impostos.

“É preciso mudar o entendimento da Receita Federal para que o pet food não seja tributado com a mesma carga das bebidas alcoólicas e cigarros, considerados itens supérfluos. Além do fato de que os animais hoje são parte da família, o pet food é crucial para a saúde e bem-estar dos animais”, finaliza Galvão de França.

A indústria pet brasileira encerrou 2022 com um faturamento de R$ 41,9 bilhões, crescimento de 17,2% sobre o ano de 2021. Desde o último levantamento realizado pela Abinpet, o cenário permanece estável.

Desses R$ 41,9 bilhões faturados ao longo de 2022, pet food representa 80% (R$ 33,3 bilhões); pet vet (produtos veterinários), R$ 5,9 bilhões, ou 14% do total, e pet care (produtos de higiene e bem-estar animal) R$ 2,68 bilhões, ou 6% do faturamento total. Isoladamente, cada segmento cresceu 18%, no caso do pet food; 16,5% no caso do pet care e 12% no caso de pet vet, quando comparados com os números de 2021.

O balanço Abinpet não leva em consideração a movimentação no varejo, e não inclui a venda de animais diretamente de criadores.

Leia também:

Ensino em casa deve ser retirado da regulação de escolas comunitárias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui