Brasil embarca 20 mil bois vivos à Jordânia

Navio começou a ser carregado no último sábado, com animais de raças como hereford, angus, braford e brangus.

Internacional / 14:47 - 1 de abr de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Um total de 20 mil cabeças de gado estão sendo embarcadas para a Jordânia pelo Porto de Rio Grande, no Sul do estado do Rio Grande do Sul. As informações são da empresa Sagres Agenciamentos Marítimos, responsável pela operação em parceria com o Estaleiro Rio Grande, por onde ocorre o carregamento.

Os animais viajarão no navio Bader III. Segundo informações da superintendência do porto, é o maior embarque de gado vivo da história no Rio Grande do Sul. De acordo com o Porto de Rio Grande, a embarcação é especializada neste tipo de operação e conta com infraestrutura de transporte dentro dos melhores e maiores padrões para a modalidade de gado em pé, com 204 metros de comprimentos e 26,5 metros de largura, e uma capacidade para transportar até 26 mil toneladas.

O diretor-superintendente do Porto de Rio Grande, Paulo Fernando Curi Estima, afirmou que é compromisso do governo do estado não deixar os portos pararem durante a pandemia do coronavírus.

"Estamos ajudando na segurança alimentar, e prova disso são as exportações de gado e soja que estamos fazendo", disse.

Não é permitido o desembarque dos tripulantes do navio durante o embarque.

Segundo a nota do porto, a Sagres informou que antes de chegar ao local da atracação, o navio passou por protocolos de fiscalização e cumprimento de condicionantes pré-operacionais. Os animais enviados são, em sua maioria de raças europeias como hereford e angus, e as cruzas destas raças com outras braford e brangus, entre outros. De acordo com a nota divulgada pelo porto, são raças com padrões muito apreciados em vários mercados consumidores do Oriente Médio pela qualidade e sabor da carne.

 

Agência de Notícias Brasil-Árabe

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor