Brasil é laboratório do neoliberalismo na saúde

A saúde no Brasil está sob ameaça de volta à situação de três décadas atrás, relata o...

A saúde no Brasil está sob ameaça de volta à situação de três décadas atrás, relata o articulista do jornal português O Público João Arriscado Nunes, no artigo “A contrarreforma sanitária, ou o neoliberalismo como patologia”, publicado sexta passada. Professor Catedrático de Sociologia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Nunes escreve que a Constituição Federal de 1988 “determinou que a saúde era um direito de todos e um dever do Estado. Um dos aspectos em jogo hoje, na eleição em curso no Brasil, é a resistência às tentativas de desmantelar os meios para a realização desse direito e desse dever”.

A criação e construção do SUS foi já considerada como a mais ousada proposta existente de cumprimento do direito à saúde para todos num país de dimensão continental, com mais de 200 milhões de habitantes, um dos países mais desiguais do mundo, com formas múltiplas de exclusão e de violência. A inversão de rumo nos últimos anos, que tem procurado reverter esse processo, ameaça levar o Brasil de volta à situação de há três décadas atrás”, denuncia o professor. “O Brasil aparece, assim, como um dos laboratórios do projeto neoliberal na saúde e da contrarreforma sanitária.”

Arriscado Nunes cita artigo publicado no início deste mês, na secção de Correspondência da revista The Lancet, “uma das mais importantes e prestigiadas publicações internacionais no domínio da medicina e da saúde pública”. Os autores – K. Doniec, R. Dall’Alba e L. King – “não hesitam em descrever o curso que estão a seguir as políticas públicas e, em particular, as políticas de saúde adotadas pelo atual governo do Brasil, como uma catástrofe em construção, que mostra de maneira exemplar as consequências das políticas neoliberais, centradas na austeridade, na desregulação e na privatização”, destaca o catedrático.

 

Ultraje

A Globo está exibindo, sob demanda, a minissérie Assédio, sobre o ex-médico Roger Abdelmassih. O nome é um equívoco ultrajante. Abdelmassih foi condenado a 278 anos de prisão sob acusação de ter estuprado 39 mulheres. Se para os Marinho isto é assédio…

Ultrajante mesmo é o ex-médico cumprir pena no seu luxuoso apartamento no alto Pinheiros.

 

Peneira

Quase 1,67 bilhão de e-mails e senhas vazaram de 103 das maiores empresas do Brasil. Os dados foram coletados em março de 2018 pela UPX Technologies, companhia brasileira de segurança digital, que analisou 148 das 500 maiores companhias do Brasil, com faturamento anual acima de R$ 6 bilhões.

 

Segurança milionária

Diversas empresas prestam serviços de vigilância e segurança para o Detran/RJ, e não é barato, não. Apenas um exemplo: o órgão fluminense assinou o contrato 065/2018, publicado no DO de 18 deste mês, com a empresa Claufran Segurança Patrimonial, pelo qual vai pagar R$ 18,751 milhões.

 

Elite vira-lata

Para o economista Paulo Nogueira Batista Jr., as barreiras históricas de o Brasil se desenvolver têm raízes na burguesia brasileira, que é antinacional e não quer a inclusão social. Certa vez, lhe perguntaram: “Existe ou não uma burguesia nacional?” Ao que respondeu: “Não sei. Mas com certeza existe burguesia antinacional.”

 

Rápidas

A Fiesp realiza nesta quarta-feira, das 9h às 13h30, o Seminário: Cooperativas de Crédito – Uma Alternativa de Financiamento para seu Negócio, na sede da entidade. Na quinta, a entidade recebe, das 8h30 às 13h30, representantes dos presidenciáveis para debater a questão da segurança *** Oficina de Pipas no próximo dia 30, no Caxias Shopping, a partir de 16h *** Nesta quinta-feira, a partir das 20h, show de MPB com a cantora Evelyn Lima, no West Shopping *** A Marinha comemorará o Dia Marítimo Mundial, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, na Praça Mauá. Entre as homenagens, a entrega da Medalha Mérito Marítimo e do Distintivo de Comodoro a representantes da comunidade. A comemoração ocorrerá em outras sedes da Força Armada *** A Unisuam recebe, nesta sexta-feira, às 19h, o desembargador Arnoldo Camanho de Assis, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, para palestra sobre os dois anos de vigência do Novo Código do Processo Civil. Aberto ao público, o evento acontece no Auditório Sylvia Bisaggio, na Unidade Bonsucesso (RJ) *** O Ipea divulga nesta quinta-feira a nova edição da Visão Geral da Carta de Conjuntura, que apresenta uma análise ampla da economia brasileira, com projeções para 2018 e 2019.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Terceira via tira a máscara

Diferença para atual governo está nos métodos, não nos fins.

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Últimas Notícias

Bem Brasil Alimentos acelera exportações de batatas pré-fritas

Indústria mineira realizou embarques para Bolívia, Uruguai e Estados Unidos e projeta quadruplicar o volume de vendas em 2021.

Vale cancela ações em tesouraria sem reduzir o valor do capital social

O Conselho de Administração da mineradora Vale aprovou o cancelamento de 152.016.372 ações ordinárias de emissão da companhia adquiridas em programas de recompra anteriores...

Eve: Aeronaves elétricas de emissão zero de carbono

A Eve Urban Air Mobility, da Embraer, e a francesa Helipass, plataforma de reserva de voo em helicópteros para turismo e mobilidade aérea, anunciaram...

Petrobras terá arquivos nas nuvens

A Petrobras inaugurou, na última sexta-feira (17), o Centro de Competência em Computação em Nuvem (CCC), que vai direcionar e acelerar a estratégia de...

Evergrande: Crise pode afetar exportação de minério de ferro

A segunda-feira foi bastante movimentada com a notícia vinda da China que a Evergrande Real Estate, gigante do setor de incorporação imobiliária no país...