Brasil lidera em percentual de testes positivos de Covid

Estados Unidos batem recorde diário de novos casos.

Internacional / 22:40 - 26 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Em meio ao novo pico diário de casos de Covid-19 nos Estados Unidos e retorno em países europeus, o Brasil, que registrou 1.055 mortes e 46.907 casos nesta sexta-feira, lidera a lista de países de maior percentual de testes positivos da doença, de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins.

A elevada taxa de positivos é parcialmente explicada pela baixa quantidade de testes aplicados: 14 por 100 mil habitantes, superior apenas a países como Peru, México e Nigéria. A Islândia aplica mais de dez vezes a proporção de testes: 160 por 100 mil cidadãos. Na ilha, a taxa de positividade é de apenas 2,99%, uma das mais baixas do mundo.

O número de novos casos confirmados de coronavírus por dia nos EUA atingiu recorde de 40 mil na quinta-feira, de acordo com a Johns Hopkins, superando números do final de abril. Com o surto, alguns governadores voltaram atrás ou ao menos interromperam a reabertura das atividades em seus estados.

É o caso do Texas, que fechou todos os bares, e da Flórida, que proibiu os bares de servir álcool. Neste estado norte-americano, a taxa de resultados positivos nos testes pulou de 8,9%, na quarta-feira, para 13,1%.

O número de mortes por coronavírus nos EUA está bem abaixo do pico de 2,2 mil em meados de abril. Agora, estão em cerca de 600 por dia. Porém, em alguns estados o número de internações também se aproxima de recordes. Especialistas têm dúvidas se o número de mortes retornarão ao nível anterior.

O vírus é responsável por 124 mil mortes nos EUA e 2,4 milhões de infecções confirmadas em todo o país, segundo a contagem da Johns Hopkins. Mas autoridades de saúde dos EUA disseram na quinta-feira que o número real de americanos infectados é cerca de 20 milhões, quase dez vezes maior.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor