Brasil segue cautela do exterior e opera em queda, dólar sobe

O medo do avanço da Covid-19 no mundo toma conta essa segunda-feira, após os casos globais já somarem 90 milhões. No Brasil, a atenção dos investidores essa semana ficará nos dados do IPCA e principalmente na espera de uma data oficial para o início do processo de vacinação no país, até mesmo porque, o crescimento no número de casos/mortes pela Covid-19 tem aumentado muito após as festas de final de ano, impactando hoje na queda dos principais índices futuros do mundo, inclusive no futuro do índice Ibovespa, o qual está rompendo a marca histórica de 125.076,63 pontos atingida no último pregão. No momento, o Ibovespa futuro opera em queda de -1,03% e o futuro do dólar em alta de 1.21%.

 

Thiago Penteado

Trader Mesa de Câmbio

Travelex Bank

Leia mais:

Comércio do Brasil com exterior desaba quase 10%

Câmara: bancos poderão operar no exterior

 

Artigos Relacionados

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.