País abriu mais de 3,62 milhões de empresas em 2022

1356
Sob nova direção (Foto: J.C.Cardoso)
Sob nova direção (Foto: J.C.Cardoso)

Entre janeiro e novembro de 2022, o Brasil registrou um saldo de mais de dois milhões de novas empresas. Neste período, foram abertas em todo o país mais de 3,62 milhões de empresas (3.624.827). Levando-se em conta o número de empresas extintas no mesmo período, o saldo ficou positivo em 2.067.588 de novas empresas. Os dados constam nos Painéis do Mapa de Empresas do Ministério da Economia.

O país conta atualmente com cerca de 20 milhões de empresas ativas (20.056.132). Deste total, 19,18 milhões são matrizes e 875,9 mil são filiais, todas em atividade. O Microempreendedor Individual (MEI) é a modalidade mais comum no país e conta atualmente com mais de 11,5 milhões de registros (11.551.503).

Até novembro, mais de 2,7 milhões de MEIs foram abertos em todos os estados e o saldo ficou positivo em 1,68 milhão de novos MEIs.

O comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios é a atividade econômica predominante no país, com 1.064.439 empresas. O ramo de cabeleireiro, manicure e pedicure aparece em segundo lugar, com 796.096 empresas, e é seguido, em terceiro lugar, pelo setor de promoção de vendas, com 557.286.

Espaço Publicitáriocnseg

A Região Sudeste liderou em novos registros. Ao todo, mais de 1,82 milhão de empresas foram abertas e o saldo ficou positivo em 1,03 milhão. O Sudeste detém metade das empresas do país e conta atualmente com 10,1 milhões de empresas ativas. Deste total, 9,73 milhões são matrizes e 370 mil filiais, todas em atividade. O Sul foi a segunda com mais empresas abertas: 673.296, com um saldo positivo de 382.833. A região tem atualmente mais de 3,83 milhões de empresas ativas: 3,64 matrizes e 189 mil filiais. Na sequência está a Região Nordeste, que registrou a abertura de 607.225 empresas e tem um saldo positivo de 335 mil novas empresas. O Nordeste tem atualmente mais de 3,38 milhões de empresas ativas, sendo 3,21 milhões de matrizes e 169 mil filiais. A quarta região com mais empresas abertas entre janeiro e novembro foi o Centro-Oeste, com 337.433 registros, dos quais 326.856 foram matrizes e 10.577, filiais. O saldo positivo é de 203.373. Ao todo, a região tem atualmente 1,76 milhão de empresas ativas, das quais 1,67 milhão são matrizes e 87 mil filiais. E na Região Norte, foi registrada a abertura de 185.674 empresas, das quais 179.023 são matrizes e 6.651 filiais. O saldo positivo foi de 114.025 novas empresas. O Norte tem atualmente 966.853 empresas ativas, das quais 909.479 são matrizes e 57.374, filiais.

Entrou em vigor nesse domingo (1º) o novo salário-mínimo, que passou de R$ 1.212 para R$ 1.320. Com esse reajuste, que foi aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro de 2022 para compensar a desvalorização do real diante da inflação do último ano, os MEI terão um novo valor de contribuição mensal que será calculado automaticamente no momento da emissão Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

A contribuição mensal do MEI é calculada com base no salário-mínimo. Com o a revisão, a contribuição previdenciária do MEI (exceto caminhoneiro) passará a ser de R$ 66 (5% do salário-mínimo). Já o MEI Caminhoneiro pagará R$ 158,40 de contribuição previdenciária (12% do salário-mínimo). Junto com a contribuição previdenciária, o MEI que exerce atividades sujeitas ao ICMS pagará adicionalmente R$ 1, e aquele que exerce atividades sujeitas ao ISSQN pagará mais R$ 5.

Sendo assim, o MEI pagará mensalmente entre R$ 67 e R$ 72 – a depender da sua atividade. Já o MEI Caminhoneiro pagará mensalmente entre R$ 159,40 e R$ 162,40. De qualquer forma, o valor do DAS é calculado automaticamente pelo sistema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui