Brasileiro é o 3º maior comprador de imóveis em Lisboa

Brasileiros preferem imóveis cujo metro quadrado custa de 5 mil a 7 mil euros.

Em 2020, cerca de 35% dos investimentos no segmento de imobiliário de luxo em Lisboa, Portugal, foram feitos com capital estrangeiro. Dessa fatia, os franceses são a maioria, representando 21% desses investimentos. E os brasileiros ocupam a terceira posição, atrás dos britânicos. Os dados são da alemã Engel & Volkers, especializada na mediação de imóveis de luxo.

Os dados mostram que os britânicos representam a segunda nacionalidade que mais investiu em imóveis de luxo em Lisboa (18%), seguido dos brasileiros (18%). Já os investidores alemães representaram 9% dos investimentos e os investidores chineses 7%.

Segundo a empresa alemã, as diferentes nacionalidades têm preferências distintas nos imóveis, inclusive em relação à localização. Assim, no ano passado, os franceses preferiram imóveis com vista para o Tejo, procurando propriedades na Estrela, Belém, Santa Maria Maior e Misericórdia, onde o metro quadrado pode chegar a 9 mil euros.

Já os brasileiros preferem imóveis na zona de Santo Antônio e no bairro da Graça, onde o metro quadrado custa de 5 mil a 7 mil euros. Já os alemães e britânicos preferem imóveis nas zonas mais históricas da capital.

Conforme o Jornal de Negócios de Portugal, Lisboa continua a ser um dos destinos prediletos para turistas, mas também para investidores estrangeiros que se apaixonam pela dinâmica e encanto da capital. “Assistimos a um aumento contínuo da proporção de compradores estrangeiros no mercado residencial de Lisboa”, diz Vanessa Moreiras, managing diretor do Market Center de Lisboa da multinacional alemã.

“Os preços ainda são moderados em comparação com outras grandes cidades europeias. Isto, juntamente com os incentivos oferecidos pelo governo, significa que os investidores internacionais usufruem de vários benefícios e potencial de valorização. No ano passado os preços aumentaram 5,9%”, acrescenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Reservatórios fecham junho com o melhor índice em 10 anos

Período seco está iniciando o seu terceiro mês e afluências devem ficar abaixo da média na primeira semana de julho.

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Pedidos de empréstimos recuam e cartão continua vilão

Segmento teve queda de 8,3% no mês de maio.

Últimas Notícias

Reservatórios fecham junho com o melhor índice em 10 anos

Período seco está iniciando o seu terceiro mês e afluências devem ficar abaixo da média na primeira semana de julho.

China lançará esquema de conexão de swap de juros Continente-HK

O banco central chinês, o Banco Popular da China (PBOC), anunciou na segunda-feira a aprovação de três instituições de infraestrutura financeira para desenvolver um esquema de acesso mútuo conectando os mercados de swap de taxas de juros do continente chinês e da Região Administrativa Especial de Hong Kong (HKSAR), informou Xinhua Finance nesta segunda-feira.

Presidente do Egito inaugura teste de VLT fabricado na China

O primeiro sistema de transporte Veículo Leve sobre Trilhos Eletrificados (VLT) do Egito, construído em conjunto por empresas chinesas e egípcias, começou seu teste no domingo.

‘Estados nunca respeitaram o princípio da seletividade’

Segundo tributarista, lei do ICMS 'nada mais fez do que acompanhar decisão do STF'.

Semana promete com agenda econômica importante lá fora

No Brasil, os destaques ficam com a percepção de que as rachaduras no Teto de Gastos são irrecuperáveis.