Braskem na Bolívia

A Braskem anunciou, quarta-feira, que pretende gerar cerca de um milhão de toneladas de polietileno a partir do gás boliviano, com a implementação de um pólo de gás químico em Puerto Suárez, no Departamento de Santa Cruz, num investimento que poderá chegar a até US$ 3 bilhões: “Dependendo do perfil de produção, da capacidade da petroquímica, estamos falando de um montante de investimentos de US$ 2 bilhões a US$ 3 bilhões. Estamos falando de cerca de um milhão de toneladas de produção de polietileno como um nível de corte em termos de capacidade produtiva. Os estudos vão determinar se esse nível será um pouco maior ou menor, porém, a idéia é que seja um projeto de escala mundial”, afirmou Carlos Brenner, diretor da Braskem, de acordo com a Agência Boliviana de Informação (ABI).

Laços
O anúncio foi feito após reunião de Brenner, com o presidente da petrolífera estatal boliviana Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Carlos Villegas, em La Paz. O diretor da Braskem integrou uma comitiva encabeçada pelo assessor especial da Presidência República para Relações Internacionais, Marco Aurélio Garcia, para debater a concretização do projeto de gás químico na Bolívia, acrescentando que, assim que o negócio seja definido, o projeto será concluído em cinco anos.

“Viúvas” da Alca
Em tempo: Garcia, de acordo com a visão tupiniquim mais conservadora, é, ao lado do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, um dos primeiros demônios a serem exterminados para garantir a volta de um Brasil mais tutelado pelos interesses da comunidade internacional, apelido coletivo com que a mídia internacional trata os Estados Unidos.

“Gatos”&”ratos”
O presidente da Light, Gerson Kelman, tem uma dura missão, nesta quinta-feira, quando comparece às 15h, a audiência pública da Comissão de Política Urbana, Habitação e Assuntos Fundiários da Assembléia Legislativa do Rio (Alerj). Kelman vai tentar explicar as razões dos seguidos apagões que têm vitimados os cariocas: “Esses apagões têm diversas origens: uma delas pode ser o furto de energia, os chamados “gatos”, mas é preciso também que a Light procure os “ratos” que estão acabando com as subestações, com as redes subterrâneas, e que, por incrível que pareça, conseguem desestruturar até mesmo a parte organizacional da empresa”, ironiza o presidente da comissão, deputado estadual Alessandro Calazans (PMN).

Com ou sem apagão?
Curiosa com as explicações da Light, esta coluna roga apenas que não falte luz durante a audiência.

Tim-tim
A World Wine realiza, no próximo dia 26, mais uma edição da World Wine Experience,  que desta vez terá como tema o Novo Mundo. Serão 150 rótulos de 20 produtores, entre vinhos de Argentina, África do Sul, Austrália, Estados Unidos e Chile, entre outros países. O evento acontecerá no J. W. Marriot Hotel, na Avenida Atlântica 2600, em Copacabana, Zona Sul do Rio, das 15h às 20h.

Marx
O cientista social Emir Sader será o responsável pela aula inaugural do curso de Formação Política da CUT-RJ, na próxima segunda-feira. Diretor do Laboratório de Políticas Públicas da Uerj e secretário do Conselho Latino Americano de Ciências Sociais (Clacso), Sader tratará da “Atualidade de Marx e do marxismo: história, teoria e política”.

Memória
Que tal autoridades, de todos níveis e de todo o Brasil, registrarem em cartório, com obrigação de execução imediata, irrecorrível e irrevogável, compromisso vinculando a continuidade ou não de seus mandatos ao cumprimento das promessas feitas aos brasileiros no calor das grandes tragédias? Além de ajudar a restaurar parte da credibilidade dos políticos e da política junto ao país, impediria que os mesmos personagens repitam, duas ou três vezes, as mesmas promessas vãs em tão curtos intervalos de tempo.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMicroscópica
Próximo artigoNota zero

Artigos Relacionados

Alta dos preços leva a aumento de protestos

Agitação em países onde manifestações eram raras preocupa FMI.

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás