27.6 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, janeiro 15, 2021

Bênção

Evangélicas, a governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, e a ministra da Assistência e Promoção Social, Benedita da Silva, descobriram uma forma própria de fumar o cachimbo da paz. Antes de firmarem a parceria que garantirá a continuidade do Programa de Assistência Integral à Família (Paif), oraram juntas.

Verde e amarelo
A Rede Brasil de Tecnologia contará com a participação da Petrobras. O compromisso foi estabelecido na manhã de sexta-feira, durante reunião realizada  entre o presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, e o ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, na sede da empresa no Rio de Janeiro.  O próximo passo será a incorporação na rede do Ministério de Minas e Energia, por meio da sua Secretaria de Petróleo e Gás. “A Petrobras é internacional, o que vai nos ajudar tanto a realizar a substituição seletiva de importações como contribuir para levar os nossos produtos para o exterior”, afirmou o ministro.

Fornecedores
O Ministério da Ciência e Tecnologia vai formar uma carteira de projetos de produtos usados pela Petrobras, com potencial para serem produzidos pela indústria nacional, cuja tecnologia possa ser desenvolvida nas universidades e centros de pesquisas brasileiros. A Rede Brasil visa, também, estimular a transformação de novas tecnologias criadas nas universidades ou por pesquisadores em produtos.

Informal
A Petrobras adotou o esquema de sexta-feira informal para seu corpo de funcionários, incluindo a diretoria. O presidente da estatal, José Eduardo Dutra, estreou ontem recebendo sem terno o ministro Roberto Amaral.

É refresco
A semana termina sem que o governo Lula tenha respondido a uma acusação com implicações, no mínimo, éticas, e, no máximo, escandalosas: é verdade, que integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social – nomeado por Lula dividir com o governo o desgaste pela defesa de propostas impopulares – têm mesmo entre seus integrantes sonegadores da Previdência Social? Seria o cúmulo que os responsáveis pelo suposto “buraco” da Previdência, além de não pagarem sua bilionária parte, ainda empurrem a conta os outros.

Exportação
O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, estará na Europa a partir deste domingo. Na segunda-feira desembarca em Bruxelas (Bélgica), para se encontrar com Pascoal Lamy, para tratar do acordo com a União Européia. Na terça-feira segue para Genebra (Suíça), onde se reunirá com o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Supachai Panitchpakdi.

Inclusão
O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, abre neste domingo, às 19h, no Hotel Sofitel, no Rio de Janeiro, um grande debate sobre a questão da inclusão social. Trata-se do V Encontro Nacional de Ex-bolsistas Fulbright, que colocará lado a lado, pela primeira vez, especialistas norte-americanos e brasileiros na área de responsabilidade social. O encontro vai até o dia 6. O evento é promovido pela Comissão Fulbright, que concede bolsas de estudos para programas de intercâmbio educacional e cultural do governo norte-americano. Personalidades como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Ruth Cardoso, Celso Lafer e Paulo Betti são ex-bolsistas.

Mudança de classe
O aumento do entusiasmo do governo petista pelas teses adotadas pelo tucanato já produz as primeiras reprimendas e decepções da esquerda internacional . O diário L”Humanité, ligado à esquerda francesa, por exemplo, ironiza a estreita relação PT/FMI: “Após quatro meses à frente do poder, o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva se revelou um bom aluno do FMI”, afirma o jornal.

Artigo anteriorMais uma vez?
Próximo artigoCimento
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.