Bye bye, Bush

O Exército dos Estados Unidos já contabiliza entre 8 mil e 10 mil soldados cujo paradeiro é desconhecido. Como os números não são decompostos, não se pode afirmar quantos desse total desertaram por motivos políticos. A informação é de Aaron Glantz, da Inter Press Service (IPS) – http://www.antiwar.com/glantz/?articleid=9796. Glantz afirma, porém,  que grande parte deixou o Exército por serem contrário à invasão do Iraque e centenas desses soldados pediram asilo político ao Canadá.

Pensamento único
O sociólogo Emir Sader já disse que, de forma geral, a imprensa brasileira é tão igual que parece escrita pelas mesmas pessoas. Mesmo assim, impressiona o tratamento homogêneo dado pelas televisões ao confisco de até 11% imposto ao rendimento da caderneta de poupança, com a mexida no redutor da TR. Todos entrevistados do Jornal Nacional, no dia do anúncio da medida, por exemplo, se limitaram a afirmar que a medida beneficiava os mutuários. Ficou impressão de que, num país com cerca de 75 milhões de poupadores, não existiria um só especialista capaz de lembrar questão basilar: o benefício para quem paga prestação da casa própria se restringe a 0,49%, menos de R$ 10 por mês para uma mensalidade de R$ 1,5 mil. E, claro, os principais beneficiados são os bancos.

Boris Hernandes
Sobre controle do mesmo proprietário do Jornal do Brasil, a JBTV (antiga CNT) anuncia que o jornalista Boris Casoy, fora do ar desde que foi afastado da Record, estréia, na primeira quinzena de abril, no comando do Tele Jornal do Brasil. A mesma emissora informa que o deputado Clodovil Hernandes também exibirá, a partir do mês que vem, um programa de entrevistas e reportagens especiais, em Brasília, com ênfase na política do Distrito Federal.

Sob pressão
O Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo (Sincor-SP) critica a exigência de divulgação da comissão do corretor na apólice de seguros, como deseja a Susep. “O consumidor pode escolher um determinado corretor pela baixa comissão cobrada, sem levar em consideração seu trabalho e serviços prestados”, explica Leoncio de Arruda, presidente do Sincor-SP. A entidade teme que, caso seja aprovada a norma, as companhias seguradores pressionem os corretores para uniformizar as comissões ou até mesmo impor reduções.

Artigo anteriorTeletrabalho
Próximo artigoCágado
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Batendo palma para maluco dançar

CPI precisa ser ágil para não deixar governistas propagarem mentiras impunemente.

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

STF confirma decisão que considera Moro parcial no caso do triplex

Marco Aurélio e Luiz Fux votaram contra parcialidade do ex-juiz.

Salles pede para sair

Alvo de investigações, ministro do Meio Ambiente teve exoneração publicada em edição extra do D.O.U.

Resultado do Dia dos Namorados confirma recuperação dos shoppings

Levantamento revela alta de 134,4% nas vendas da data comemorativa.

Imóveis de um quarto são os mais rentáveis para investidor

Bairros com maior rentabilidade para investidores não estão localizados no centro das cidades.

Quase 40% da população tem alguma dificuldade de acesso à água

Segundo o IBGE, em 2019, num total de 2,6% da população, algumas famílias vivem em domicílios sem banheiro.