Cabeça chinesa

Nos 22 setores da indústria de transformação selecionados pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido), a China está presente entre os 15 maiores em todos os setores, o Brasil, em 21, e a Índia, em dez. A Rússia está presente apenas em oito.
Em 2008, a China era o único dos integrantes do Bric a estar entre os cinco produtores líderes mundiais em todos os setores de atividade industrial. Ressalte-se que a China ocupa as duas primeiras posições em 19 dos 22 setores. A pior classificação desse país se dá no setor de edição e impressão, no qual ocupa a quinta posição mundial, com ampla vantagem frente ao Brasil, que ocupava o15º lugar.

Segundo, mas distante
O Brasil estava presente entre os 15 maiores produtores mundiais na grande maioria (21) dos 22 setores da indústria de transformação escolhidos pela Unido, sendo o setor de fumo a única exceção. As melhores classificações do Brasil no ranking mundial em 2008 foram obtidas nos setores de equipamento de transporte (3ª), petróleo refinado e outros combustíveis (6ª), máquinas e equipamentos elétricos (7ª), madeira e seus produtos (7ª).

Pouco destaque
Presente entre os 15 maiores apenas em dez setores dos 22 pesquisados, a Índia se destaca na comparação com o Brasil pela melhor colocação entre os produtores líderes apenas em quatro setores da indústria de transformação: máquinas e equipamentos elétricos (5ª), metais básicos (5ª), química e produtos químicos (6ª) e têxtil (4ª).

Passado glorioso
Lanterna entre os Brics, presente em apenas oito dos 22 setores, a Rússia tem a melhor classificação no setor de instrumentos médicos, ótica e precisão (7ª) e metais básicos (7ª).

Rivalidade exagerada
A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, acaba de prefaciar o Sítio do Picapau Amarelo, de nosso Monteiro Lobato. “Mais que lê-los, literalmente devorei esses textos que iam de fantasias mais tresloucadas ao ensino de história, geografia, geologia e todo tipo de conhecimento. Emília, a boneca de pano, teimosa e caprichosa, intrigante e resmungona, mas adorável como poucas, convivia com o Visconde, um sabugo de milho sempre sábio, sério e responsável”, disse Cristina, segundo a revista Língua Portuguesa, edição de julho de 2010. Para a Aepet, associação que reúne os engenheiros da Petrobras, o fato “pode significar uma má notícias para setores da imprensa grande, que vivem propagandeando a discórdia entre Brasil e Argentina”. A entidade destaca o intercâmbio cultural desenvolvido entre o escritor brasileiro e intelectuais argentinos, resultando em diversas iniciativas literárias entre os dois países.

Paciente
O Hospital Pró-Cardíaco realiza simpósio nesta sexta-feira, às 13h, durante o XIII Congresso da Sociedade de Terapia Intensiva do Estado do Rio de Janeiro. O tema é “Sepse 2010 – Análise crítica da abordagem ao paciente”.

Ligação encerrada
A compra de fatia de 22,4% da Oi pela Portugal Telecom (PT) é um fato isolado. “Não creio que haverá novas fusões e aquisições no setor por conta da operação entre a Telefónica e a Portugal Telecom”, analisa o professor especialista em telecomunicações da FGV-Eaesp, Arthur Barrionuevo.

Medalha de aço
O Instituto Aço Brasil (IABr) estima que a demanda adicional de produtos siderúrgicos gerada pelos programas de petróleo e gás e pela Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 vai atingir 8 milhões de toneladas nos próximos seis anos. O consumo no Brasil está na casa de 25 milhões de toneladas anuais. Atualmente, a capacidade de produção é 103% superior à demanda interna, o que permite à indústria manter suas exportações.

Direitos autorais
Comentário de um leitor sobre a ampla ação do Ecad: “Daqui a pouco até assobiar música na rua vai ser passível de cobrança.”

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm casa
Próximo artigoBaixa velocidade

Artigos Relacionados

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Terceira via tira a máscara

Diferença para atual governo está nos métodos, não nos fins.

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Últimas Notícias

Startup lança soluções para indústrias e pequenas e médias empresas

ReFact aposta em tecnologia própria inovadora para agilizar e unificar informações dos clientes no e-commerce.

Produção de cerveja retoma ao patamar de 2014: 14,1 bi de litros

Número de brasileiros que apreciaram uma cerveja em casa saltou para 68,6% em 2020, ante os 64,6% de 2019, de acordo com a Kantar.

Bem Brasil Alimentos acelera exportações de batatas pré-fritas

Indústria mineira realizou embarques para Bolívia, Uruguai e Estados Unidos e projeta quadruplicar o volume de vendas em 2021.

Vale cancela ações em tesouraria sem reduzir o valor do capital social

O Conselho de Administração da mineradora Vale aprovou o cancelamento de 152.016.372 ações ordinárias de emissão da companhia adquiridas em programas de recompra anteriores...