31.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Caça aos patos na Semana do Brasil

O objetivo do governo com a Semana do Brasil, mistura de patriotismo pré-fabricado com data comercial, é político, e obteve apoio de algumas empresas interessadas num ou noutro aspecto. As promoções, porém, repetem o tom que levou a Black Friday a ser, nos primórdios, ironizada como Black Fraude.

Uma olhada no comparador de preços Buscapé revela que muitos, muitos produtos tiveram seus valores majorados, para depois voltar ao normal das semanas anteriores, ou até um pouco acima. Entre os campeões de venda no site, está, por exemplo, um fogão de quatro bocas. Seu preço chegou a R$ 617 nos dias 3, 4 e 5 de setembro. Subiu para R$ 656 na Semana do Brasil.

Uma TV 4k de 40 polegadas saía por R$ 1.394; pulou para R$ 1.529. O ar condicionado não resistiu à elevação da temperatura. O preço, que vinha na faixa de R$ 1.044, aumentou R$ 55, para R$ 1.099. Quem não quer um refrigerador novo? Um modelo de 310 litros, frost free, é anunciado com destaque na promoção da Semana do Brasil de uma loja apoiadora por R$ 1.749. Nas semanas anteriores, podia ser adquirido por R$ 1.619.

 

Deserto de notícias

A edição da Medida Provisória 896 representa um claro retrocesso na transparência dos atos públicos demandada pela sociedade, em frontal oposição ao princípio da “ampla publicidade dos procedimentos licitatórios” expresso na legislação, classifica a Associação Nacional de Jornais (ANJ).

A entidade afirma que a MP, ao atingir financeiramente os jornais, é mais uma iniciativa do governo para enfraquecer a atividade jornalística. “Ao editar desnecessária medida provisória sobre o tema, o presidente da República atropela o Parlamento, uma vez que a publicação de editais nos jornais impressos é objeto de debate no Congresso, onde tramita projeto de lei que promove ampla reforma na legislação sobre licitações.”

A MP 896 “segue o espírito da MP 892, a qual pretende anular decisão do Congresso sobre a transição digital para a divulgação dos balanços empresariais sancionada pelo próprio presidente da República, que afirmou ser a medida provisória uma ‘retribuição’ à cobertura dos jornais”, segue a ANJ.

A entidade estuda medidas jurídicas contra esse novo retrocesso e confia que “o Congresso não endossará mais esse ato que busca fragilizar a atividade jornalística, atingindo especialmente pequenos e médios jornais no interior do país, onde já começam a se formar os chamados desertos de notícias”.

 

Seletivo

Matérias no Fantástico nos Estados Unidos produziram efeitos: o brasileiro Danilo Malandragem foi deportado em agosto. O deputado federal Luís Miranda (DEM), acusado pelo programa da Globo de aplicar golpes e viver vida de luxo nos EUA, já havia se mandado para o Brasil.

Segue impune o empresário Arthur Soares, o Rei Arthur, acusado de lesar o Estado do Rio de Janeiro em esquemas bilionários. Localizado pelo Fantástico na Flórida, leva vida de imperador. O Ministério da Justiça dos EUA (DoJ), rigoroso com petistas e empreiteiros, não parece muito interessado em importunar o “investidor”.

Aliás, o DoJ também não mostrou grande interesse na própria Globo, no escândalo da Fifa.

 

Que tiro foi esse?

A Taurus também participa da propaganda bolsonarista Semana do Brasil. Segundo a empresa, no primeiro dia a procura foi tão alta que o site da fabricante de armas ficou por algum tempo congestionado e fora do ar.

 

Rápidas

Besaliel Soares Botelho, CEO da Robert Bosch Latin America, é o novo presidente da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), para a continuidade do biênio 2019/2020 *** A segunda edição do Mercado do Vinho acontecerá de 13 a 15 de setembro no Carioca Shopping, das 15h às 21h *** A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RJ) realizam, 9 de outubro, a 1ª Oficina Jurídica de Ressarcimento ao Sistema Único de Saúde (SUS). Inscrição: servicos.oabrj.org.br/esa/inscricao?turma=241&ano=2019 *** A Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp) e o Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP) realizarão dia 13 o I Congresso Brasileiro de Direito, Processo e Tecnologia. Detalhes em aasp.org.br *** O que esperar para o restante do ano? Para responder a esta e outras perguntas, o FGV Ibre reúne especialistas em seminário nesta quarta-feira, na Fundação Getulio Vargas, em São Paulo. Inscrições gratuitas em portalibre.fgv.br/eventos

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.