Caipiras

Para tentar minimizar a sova nas urnas, o oficialismo tem recorrido a estatísticas engordadas por vitórias em prefeituras interioranas, onde o poder da reeleição é devastador. No entanto, quando se examina os números das 57 maiores cidades do país, com mais de 200 mil de eleitores, os números revelam, sem sofismas, o tamanho da indignação dos brasileiros.
Nessas cidades, o PT acumulou 7,2 milhões de votos, seguido de longe por PSDB (4,4 milhões), PFL (3,8 milhões) e PMDB (2,4 milhões). Embora detentor do maior percentual de prefeituras – 15,8% – o PSDB cada vez mais se assemelha ao PDG (Partido dos Grotões), como ironicamente Tancredo Neves se referia ao PDS. Perfil por sinal que condiz com a marcha batida do tucanato rumo à República Velha.

SUS
O presidente FH afirmou com tanta ênfase que “o tempo em que o empréstimo não retorna acabou”, ao negar que o BNDES seja um hospital para as empresas, que ficou a impressão que a enfermaria acabara de ser fechada naquele momento. FH está no poder há quase seis anos.

Contestado
Os participantes do Movimento dos Cotistas Lesados pelo Banco Boavista reafirmam que discordam da hipótese de que a compra do banco pelo Bradesco esteja definida. Os cotistas  recordam que entraram com denúncia/reclamação no Banco Central (BC) tão logo divulgaram a intenção de negociação. Alertam ainda que existem vários processos no BC contra o Boavista e sua distribuidora de títulos e valores mobiliários. Um deles – já concluído – pune o grupo por gestão temerária. O processo teve recurso negado pelo BC e se encontra no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, órgão suburdinado ao Ministério da Fazenda para julgamento. Outros cinco processos estão em curso no BC.

Interesses em conflito
“A criação do Mercosul contraria os interesses comerciais dos Estados Unidos, que querem implantar a Alca. Não seria um comércio tão livre assim, uma vez que o interesse de Washington é exportar cada vez mais e importar cada vez  menos, deixando os parceiros comerciais em desvantagem.” O alerta é de José Pascoal Pires Maciel, do escritório JPPM Advogados Associados, responsável pela iniciativa primeiro encontro de advogados das três Américas, o “Advogados das Américas”, que será realizado, em maio de 2001, em Presidente Prudente, São Paulo.
Embora ressalte não ser contrário à Alca nem a qualquer outro bloco econômico, Maciel salienta que: “O que não podemos   aceitar é que uma nação taxe absurdamente seus produtos,  inviabilizando as exportações +dos demais países do continente.”

Condições de trabalho
Quarenta e cinco por cento dos bancários são vítimas de Lesões por Esforços Repetitivos (LER), que, segundo o Sindicato dos Bancário do Rio de Janeiro, não é reconhecida pelo Ministério da Previdência. Em protesto contra essa situação, os bancários vão às ruas de todo o país, amanhã. No Rio, a manifestação, será frente à Superintendência do INSS, na Rua Pedro Lessa, às 10h30m. com a participação de atores da Cia. de Emergência Teatral.

Ditadura da banca
Vários eleitores cujas seções funcionavam em agências de bancos tiveram uma surpresa desagradável. Ao chegarem para votar, se depararam com as portas fechadas e a informação de que as seções tinham sido transferidas de lugar. A explicação, oficiosa, é que os bancos não querem mais prestar esse tipo de serviço. Pelo visto, no segundo turno os bancos que mantiverem agências abertas vão cobrar tarifas dos eleitores.

Pastelão
A Telemar se supera. Esta semana, um usuário recebeu telefonema da empresa para confirmar reclamação sobre cobrança indevida na conta de junho. Após repetir a queixa que, estranhamente, a companhia não conseguia localizar em seus arquivo, foi informado que, infelizmente, a ligação fora inútil, porque o sistema acabara de sair do ar.

Artigo anteriorAcachapante
Próximo artigoPrêmio de consolação
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

MPEs veem oportunidades geradas pela crise

Principal mudança foi alocação de recursos para trabalhar e atender remoto, seguida por investimentos em tecnologia para vendas não presenciais.

Mudança de sinais

Terça começou tensa para os mercados de risco no mundo; hoje, a expectativa para o dia é de Bovespa seguindo em recuperação.

Quatro conselheiros da Petrobras decidem deixar o cargo

Eles são representantes da União no Conselho da empresa, petrolífera divulgou nota ontem à noite.

Biden quer estados priorizando vacinação de professores

Presidente americano pediu que educadores recebam pelo menos uma dose de vacina.

PEC fiscal e lockdown ficam no radar em dia de PIB

Em Nova Iorque, as pressões dos treasuries e a queda das companhias de tecnologia tiveram forte impacto nas Bolsas.