Caixa empresta R$ 82 bi em 4 anos

A Caixa Econômica Federal (CEF) emprestou R$ 81,9 bilhões entre 2002 e 2005 para pessoas físicas e jurídicas. Segundo a instituição, é um recorde em sua história. Só no segmento de crédito comercial o crescimento foi de 128%. O volume saiu de R$ 15,7 bilhões para R$ 35,8 bilhões. Segundo a instituição, os dados mostrando o aumento de empréstimos a empresas representam uma guinada na concessão de créditos. Historicamente, a Caixa dá prioridade a empréstimos a pessoas físicas, em linhas como o crédito habitacional e o penhor.
Em 2005, as 600 mil empresas clientes da Caixa tomaram empréstimos no valor de R$ 16,4 bilhões, crescimento de 249% ante os R$ 4,7 bilhões emprestados em 2002. Dentre esses clientes, informa a Caixa, 97% são micro e pequenas empresas.
O banco firmou ontem seu primeiro contrato de financiamento para exportação, dentro da linha de financiamentos BNDES-EXIM, disponibilizada para apoiar as vendas externas de empresas brasileiras. O contrato, no valor de US$ 70 mil, será assinado com a Indústria Metalúrgica UTZ Ltda, de Novo Hamburgo (RS). Os recursos serão utilizados para fabricação de sacos picotados em rolo, a serem exportados para o Equador.
O financiamento será concedido pelo prazo de 18 meses, 12 deles no período anterior à realização da exportação, e poderá ser pago seis meses após o embarque ou cinco dias úteis após o fechamento do câmbio relativo à exportação.
Os prazos de financiamento e embarque são contados a partir do 15.º dia subseqüente à data da formalização da operação. A liberação será em parcela única, com correção pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) e juros de 7,5% ao ano.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Homens pintam melhor que mulheres?

Não, mas recebem 10 vezes mais por obra.

Rio tem opções de áreas para termelétricas

Estado tem as melhores características na Região Sudeste, diz Wagner Victer.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.