Caixa empresta R$ 82 bi em 4 anos

A Caixa Econômica Federal (CEF) emprestou R$ 81,9 bilhões entre 2002 e 2005 para pessoas físicas e jurídicas. Segundo a instituição, é um recorde em sua história. Só no segmento de crédito comercial o crescimento foi de 128%. O volume saiu de R$ 15,7 bilhões para R$ 35,8 bilhões. Segundo a instituição, os dados mostrando o aumento de empréstimos a empresas representam uma guinada na concessão de créditos. Historicamente, a Caixa dá prioridade a empréstimos a pessoas físicas, em linhas como o crédito habitacional e o penhor.
Em 2005, as 600 mil empresas clientes da Caixa tomaram empréstimos no valor de R$ 16,4 bilhões, crescimento de 249% ante os R$ 4,7 bilhões emprestados em 2002. Dentre esses clientes, informa a Caixa, 97% são micro e pequenas empresas.
O banco firmou ontem seu primeiro contrato de financiamento para exportação, dentro da linha de financiamentos BNDES-EXIM, disponibilizada para apoiar as vendas externas de empresas brasileiras. O contrato, no valor de US$ 70 mil, será assinado com a Indústria Metalúrgica UTZ Ltda, de Novo Hamburgo (RS). Os recursos serão utilizados para fabricação de sacos picotados em rolo, a serem exportados para o Equador.
O financiamento será concedido pelo prazo de 18 meses, 12 deles no período anterior à realização da exportação, e poderá ser pago seis meses após o embarque ou cinco dias úteis após o fechamento do câmbio relativo à exportação.
Os prazos de financiamento e embarque são contados a partir do 15.º dia subseqüente à data da formalização da operação. A liberação será em parcela única, com correção pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) e juros de 7,5% ao ano.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

É urgente a revogação da PPI

Federação do Fisco taxa PEC de Bolsonaro de eleitoreira.

Olavo de Carvalho, quem diria, já escreveu no MM

Críticas à ‘Nova Ordem Mundial’, ‘Globo’, ‘Time’ e Garotinho.

Commodities voltam a subir e ameaçam inflação

Brasil dependerá, mais que nunca, do comportamento do real frente ao dólar.

Últimas Notícias

Prazo para Apresentação do 3º Ciclo da Oferta Permanente

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou nesta quinta-feira que todas as empresas inscritas interessadas em participar do 3º Ciclo...

Governo aposta na abertura do mercado de gás natural em Rondônia

O governo acredita que a abertura do mercado de gás natural no estado de Rondônia vai potencializar a exploração de gás na bacia dos...

Faturamento da mineira Lett avançou 70% em 2021

A Lett, startup mineira especialista em Trade Marketing Digital, reportou que em apenas 12 meses, a empresa conseguiu um aumento de mais de 70%...

Relatório lista marcas chinesas como globalmente mais fortes

Várias empresas chinesas figuram entre as marcas mais fortes e de crescimento mais rápido do mundo listadas pelo relatório “Global 500 2022”, da consultoria...

Brasil quer retaliar países em disputas paralisadas na OMC

O Congresso Nacional vai analisar uma medida provisória que autoriza o Brasil a suspender concessões e até retaliar membros da Organização Mundial do Comércio...