Câmara aprova PEC e volta a permitir promoção de funcionários

Deputado do Novo fala em rombo de R$ 90 bilhões.