Cana: safra começa com qualidade e produtividade inferiores à anterior

Indicadores de qualidade e produtividade em abril são negativos, mas clima pode contribuir para a recuperação.

A qualidade da cana é 4% inferior e a produtividade, 1,3% menor do que na safra 2021/2022. Os dados são do Boletim “De Olho na Safra”, elaborado pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) e divulgado hoje.

Os dados indicam que o açúcar total recuperável (ATR) de 114,2 na atual safra contra 118,9 em 2021/022. A produtividade agrícola caiu de 72.5 toneladas de cana por hectare, em 2021/22, para 71,6 nesta safra.

Os destaques negativos em produtividade ocorrem principalmente no Paraná e em Mato Grosso do Sul. Os canaviais paranaenses foram muito afetados pelas geadas do ano passado e pela seca que castigou a região entre novembro de 2021 e janeiro último. Além disso, foi observado um perfil de colheita de um canavial mais velho na região em abril de 2022 do que quando se compara com o mesmo período da safra passada. Em Mato Grosso do Sul a geada é provavelmente o fator que mais impactou na produtividade.

Já a região de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, que registrou a maior quebra na safra passada, começou a temporada 2022/2023 com indicadores em alta, como resultado de chuvas acima da média observadas na primavera e verão de 2022.

O canavial colhido durante o mês de abril é mais jovem do que aquele colhido em 2021, contribuindo positivamente para o ganho de produtividade.

Para os técnicos do CTC, porém, a perspectiva da safra 2022/2023 é positiva. As chuvas observadas nos últimos meses – fundamentais para a formação dos canaviais que serão colhidos no decorrer de 2022 – foram bastante superiores aos volumes que ocorreram na safra passada. Se o clima continuar colaborando é possível esperar uma recuperação dos canaviais, com a safra fechando com produtividade entre 5% e 10% superior à anterior.

Leia também:

IBGE estima safra recorde de 261,5 milhões de toneladas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

Últimas Notícias

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Bebidas Online busca captar R$ 2 milhões com pessoas físicas

Com crescimento projetado de 19% para 2022, startup de delivery de bebidas usará recursos nas áreas de marketing, desenvolvimento de produtos e expansão do time