Candidato da esquerda à presidência lidera pesquisas no Peru

Castillo ampliou levemente vantagem sobre filha do ex-ditador Fujimori.

O candidato comunista Pedro Castillo lidera as pesquisas para o segundo turno das eleições presidenciais no Peru, que ocorrerá em 6 de junho. A pesquisa realizada entre 18 e 20 de maio, mostra um aumento na popularidade do candidato do Peru Libre.

Castillo obteve 45,5% das intenções de votos, enquanto Keiko Fujimori, do Fuerza Popular, atingiu 40,1%. O voto em branco cresceu um ponto percentual, chegando a 9,1%.

Os candidatos intensificaram sua campanha nos últimos dias, mostrando sua presença diante das concentrações populares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Pedidos de empréstimos recuam e cartão continua vilão

Segmento teve queda de 8,3% no mês de maio.

Prazo para renegociar dívidas com a União é prorrogado até outubro

Estão disponíveis dez editais que preveem condições diferenciadas de pagamento dos débitos.

Últimas Notícias

Produção mensal da Tesla bate recorde em junho

A Shanghai Gigafactory da montadora norte-americana Tesla retornou à capacidade total de produção em junho, com a produção mensal da empresa atingindo um recorde, informou no domingo o Shanghai Securities News, administrado pela Xinhua.

Feriado nos EUA deve reduzir liquidez global nesta segunda-feira

Hoje é Dia da Independência no país; na Europa, principais Bolsas operam em alta e na Ásia, fecharam sem direção única.

IPC-S recuou em quatro capitais de maio para junho

Segundo a FGV, a maior queda foi registrada no Rio de Janeiro.

Lei das Estatais: organizações se mobilizam contra possível alteração

Documento enviado aos três Poderes defende diretrizes de governança e conquistas recentes com aplicação da Lei 13.303/2016.

Diminuem os homicídios, mas ainda há muito a se fazer

Por Dirceu Cardoso Gonçalves.