Cansados do Beato Salu

Quem desdenha quer vender... a preço de ocasião.

Paulo Guedes andou meio sumido em agosto e setembro. Reapareceu no final do mês ao melhor estilo Beato Salu, apelido que recebeu dos jornalistas que cobriam a Bolsa de Valores (do Rio de Janeiro, à época, década de 1980) por estar sempre com uma previsão catastrofista na ponta da língua.

Hoje ministro da Economia, Guedes repete que o Brasil está quebrado, que o governo não tem um tostão, que o orçamento é uma ficção… Para quem acreditava que a confiança após a reforma da Previdência era tudo o que o país precisava para alcançar o paraíso, Guedes está jogando contra o patrimônio. Quem investiria tranquilo em um país que é ameaçado por reformas a cada mês?

Claro que o tom do ministro traz consequências a quem o suporta: cortam-se direitos trabalhistas, aprofundam-se privilégios. Não existem inocentes nesta história. Mas, para alguns empresários que consideravam Paulo Guedes o esteio do governo, a corda já arrebentou. A limitação do ministro ficou clara.

 

Florestas ameaçadas em Israel

Tamir Klein, pesquisador do Instituto Weizmann de Ciências, foi o primeiro a observar a existência do “comércio de carbono” entre as raízes de árvores próximas. Ele virá ao Brasil apresentar um estudo que sustenta que Israel sofre perda florestal atribuível à mudança climática durante o XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (Iufro), que acontecerá de 30 de setembro a 5 de outubro, em Curitiba.

A Iufro é uma rede global de cooperação em ciências florestais que reúne mais de 15 mil cientistas de 126 países. Klein integra um time internacional de trabalho sobre mortalidade global das árvores. Israel é um país com um mosaico de áreas florestais pequenas que ocupam 7% do território. Desde 1991, a mortalidade das árvores tem aumentado significativamente: em 24% dos eventos, a perda estava diretamente relacionada à seca, 58% ao fogo e 69% a incêndios em áreas secas.

 

Prêmio e caminhada

O Dia Mundial do Turismo, celebrado neste 27 de setembro, será comemorado pela Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ em duas atividades. A primeira é a outorga do Prêmio Yedda Maria Teixeira, que destaca personalidades e empresas que desenvolvem programas de qualidade, com empreendedorismo. A premiação ocorrerá em cerimônia na Sociedade Nacional de Agricultura, organizada pelos alunos do curso de Publicidade da Veiga de Almeida.

A segunda atividade será uma caminhada gratuita pela Quinta da Boa Vista, acompanhada de guia de turismo, dentro do Projeto Conheça o Rio a Pé, que conta com a operação da Escola Técnica de Turismo Cieth. As inscrições podem ser feitas em cieth.com.br

 

Prevenção

Plano de saúde é atualmente o segundo maior custo trabalhista de uma empresa, respondendo, em média, de 12% a 15% da folha de pagamento, calcula o diretor médico da Med-Rio Check-up, Gilberto Ururahy. Estudos mostram que profissionais que não conseguem se concentrar no trabalho, devido à má condição de saúde, chegam a ter sua produtividade reduzida em quase oito vezes.

Esse cenário demonstra que atenção à saúde dos funcionários é um fator estratégico para as organizações, pois impacta diretamente na produtividade e nos custos. Ururahy faz palestra nesta sexta-feira sobre “Saúde é Prevenção”, na McKinsey Company.

 

Mirem-se no Boris Johnson

Um homem foi preso quando socava as janelas do escritório da deputada britânica Jess Phillips. O primeiro-ministro Boris Johnson nega que seu discurso incentive agressões. Mas as ameaças contra parlamentares contrários ao Brexit crescem.

 

Rápidas

Movimentos sociais estão organizando atos e mobilizações de rua nesta sexta-feira, em diferentes cidades do Brasil, para protestar contra a morte da menina Ágatha Felix, atingida por bala de fuzil *** Nesta sexta-feira, o IBMR realiza evento gratuito em apoio ao Dia Mundial do Coração, que será no domingo. O encontro está entre os quatro do Brasil aceito como um dos eventos apoiadores da data, promovida pela World Heart Federation. Detalhes em ibmr.br *** O IAG realiza o evento Cenário Econômico Brasileiro e Impacto para o Ambiente dos Negócios, na próxima segunda, às 19h. Inscrições: bit.ly/pacificogestaoderecursosnapucrio *** O advogado-geral da União, André Luiz de Almeida Mendonça, realiza palestra nesta sexta-feira, às 15h30, no Seminário Desburocratização e Eficiência Estatal, promovido pela Fiesp.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Governo Bolsonaro não dá a mínima para a indústria

País perde empregos de qualidade e prejudica desenvolvimento.

Taxa sobre exportação de petróleo renderia R$ 38 bi

Imposto aumentaria participação do Estado nos resultados do pré-sal.

Últimas Notícias

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundos de investimento a atuarem como formadores de mercado na B3, a bolsa do Brasil. A...

ABBC: Selic deve subir 1,50 ponto percentual

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne na próxima terça-feira (7) para decidir sobre a nova Selic, a taxa básica...

Ibovespa fecha a semana em alta

(alta de 0,013%). O volume representou uma extensão do movimento positivo registrado na quinta-feira (2), quando o índice fechou com forte alta de 3,66%,...

China: Incentivos fiscais para investidores estrangeiros

A China anunciou que estendeu suas políticas fiscais preferenciais para investidores estrangeiros que investem no mercado de títulos da parte continental do país. A...

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.