Captou

Ao afirmar que, se aprovada, a proposta do presidente Barack Obama de restringir os movimentos dos bancões estadunidenses faria “o mercado financeiro voltar no tempo cerca de dez anos”, o vice-presidente-executivo do Goldman Sachs, David Viniar, ainda que por vias tortas, sintetizou com rara felicidade o mínimo necessário para fazer retroceder o cassino global que resultou na atual crise.

Socializar as perdas
Como a afirmação de Viniar, no entanto, foi feita em tom de queixume, vai ver o executivo do Goldan Sachs gosta mesmo é de bancos livres para especular, embolsarem o lucro e, quando quebram, mandar a conta para os contribuintes estadunidenses. E ainda existem clones tupiniquins crédulos da tese de que banqueiros são contra a intervenção estatal e pela livre iniciativa em qualquer circunstância.

Há piores
Portugal apresenta uma dívida pública elevada, mas não se encontra na situação de países como a Grécia e a Irlanda, garante Vítor Constâncio, presidente do Banco de Portugal. “Nosso país tem um problema estrutural e de falta de competitividade, a que estamos a responder”, disse o chefe do banco central português, acrescentando que “se olhar para outros países da União Européia, vai se ver que Portugal não é o pior. De fato, o nível da nossa dívida é inferior à média e vai começar a reduzir-se a partir de 2010”.

Imagem e semelhança
É proibido tirar fotografias dentro do metrô do Rio de Janeiro. Não se trata de fotos dos trens lotados e passageiros desesperados; mesmo turistas que queiram levar uma recordação são abordados pelos seguranças. Esta coluna nunca viu isso no metrô de São Paulo, nem em nenhum outro do mundo, onde funcionários até posam para fotos com turistas. É uma proibição usual em cassinos; bem, talvez para a empresa que explora o metrô carioca, a concessão – pelos ganhos obtidos – se assemelhe à jogatina.

Doações
A Legião da Boa Vontade (LBV) entregou à Defesa Civil fluminense, nesta semana, 50 toneladas de alimentos, roupas, colchões e materiais de higiene, recolhidas nos postos de atendimento da entidade, além de 5 mil litros de água potável. As doações serão repassadas às vítimas das chuvas que atingiram a Baixada Fluminense no começo do ano. A LBV continua a receber doações no Centro Educacional, Cultural e Comunitário José de Paiva Netto (Av. Dom Hélder Câmara, 3.059 — Del Castilho, telefone (21) 2501-0247).

Cabeça da sardinha
Os autores dos discursos róseos sobre a “respeitabilidade” da economia brasileira, dos fundamentos macroeconômicos “robustos” e que, em 2010, “vamos bombar” poderiam esclarecer a dúvida inocente de neófitos em economia: se tudo isso, somado, é verdade, seria possível apontar em qual dos cinco principais setores da economia global o Brasil se destaca? Mas se a resposta se restringir ao setor de commodities, vai ser preciso responder a outra indagação: o Brasil vai ser fornecedor de matéria-prima ou quer se um dos grandes do século XXI?

Comer bem
Mostrar a gastronomia de uma maneira diferente é a proposta da revista lounge* gourmet, nova publicação da LTM editora. A publicação bimestral trará dicas de lugares e restaurantes para os amantes da boa comida, mas vai procurar mostrar a gastronomia sob a perspectiva de quem não entende, mas adora comer bem.

Arrecadar primeiro
O estado do asfalto e da sinalização não permitem justificar por que foi autorizada a cobrança de pedágio (R$ 3,20 em cada uma das três praças) na BR-393, conhecida como Rodovia do Aço, por passar por Volta Redonda.

Dono da voz
A crítica da grande mídia a “tentativas de controlar a imprensa” esconde dois fatos: televisão é uma concessão e faz parte da indústria de entretenimento, com pequenina – em alguns casos nula – participação de noticiário; e que a grande imprensa já é está sob controle – dos grandes grupos, que mantêm profundas e lucrativas ligações com setores políticos.

Artigo anteriorApagar a luz
Próximo artigoSem teto
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Na pandemia, BNDES vendeu ações que agora valem o dobro

Em nove meses, banco perdeu R$ 8 bi só em 1 operação.

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Queda de faturamento atinge 82% dos MEI

Em Minas, 60% dos microempreendedores individuais formalizados na pandemia abriram o negócio por oportunidade.

Inflação oficial fica em 0,31% em abril

Grupo com alta relevante no mês foi alimentação e bebidas (0,40%), devido ao comportamento de alguns itens.

Manhã de hoje é negativa em quase todo o mundo

Em Nova Iorque, Dow Jones e S&P futuros cediam 0,10% e 1,04%, respectivamente.

Projeção da Selic é de 5% no final deste ano

Para o ano que vem, analista projeta 6,5%, dado o alerta do Copom sobre o ritmo de normalização após reunião de junho.

Dia começando ruim nos mercados globais

Ontem, os mercados abertos na parte da tarde desaceleraram, com o Dow Jones fechando em queda de 0,10%.