Carga pesada

O excesso de carga nos caminhões provoca a deterioração antecipada dos pavimentos e das pontes nas rodovias brasileiras – em vez de necessitarem serem recapeadas a cada 12 anos, o que seria normal, em quatro anos já estão desgastados. Isso significa para o país custo adicional de US$ 3 bilhões em 12 anos ou US$ 250 milhões por ano, considerando os 170 mil km de rodovias pavimentadas do país, segundo o professor João Fortini Albano, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que fez palestra no II Congresso Brasileiro de Concessão de Rodovias.
Segundo as pesquisas do professor, cerca de 30% dos caminhões trafegam nas rodovias com excesso de peso devido à falta de balanças e de controle. “Um excesso de 20% no peso em relação ao que determina a lei causa aumento de 100% no desgaste”, explica o professor. O consumo de combustível aumenta em até 60% e o desgaste do veículo em 30%. Segundo os estudos feitos por ele no Rio Grande do Sul, só o aumento da tolerância de excesso de peso, de 5% para 7,5%, no acordo do governo federal com os caminhoneiros, em 1999, reduziu o tempo de vida útil dos pavimentos em 10% a 15%.

Posse
Toma posse nesta segunda-feira, às 19h, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Nelson Jobim, e o vice-presidente, ministro Sepúlveda Pertence. Jobim foi ministro da Justiça do governo FH, de 1995 a 1997. Desde este ano é ministro titular do Supremo Tribunal Federal e em 1999 tomou posse como ministro efetivo do TSE. Sepúlveda Pertence presidiu o TSE, de 1993 a 1994, tendo coordenado a última eleição geral por voto manual.

Virtual
Convênio que cria sistema educacional inédito para gestores públicos será assinado nesta segunda-feira entre o Instituto Tancredo Neves, organização vinculada ao PFL, e a Fundação Getúlio Vargas. Para capacitar vereadores, prefeitos, deputados, senadores e governadores ligados ao partido, será utilizada a educação eletrônica (se fossem tucanos o melhor termo seria e-learning). O programa, implantado pela Dtcom – Direct to Company, vai utilizar a tecnologia da TV por assinatura para transmitir os cursos de administração pública, gestão estratégica, legislação e auto-desenvolvimento para gestores em mais de 170 localidades do país. Se um dos “professores” for o pefelista Antonio Carlos Magalhães, poderá ser interessante ver o tema “não vou deixar roubar em paz”. Estarão presentes na solenidade o vice-presidente da República, Marco Maciel, e o presidente do PFL, senador Jorge Borhausen.

Pedra lascada
Especialistas da área de saneamento (água e esgoto) reunidos, ontem, para o lançamento de debêntures da Sabesp, na Bovespa, comentavam a boca não tão pequena que, depois do apagão, o país pode ser vitimado pelo racionamento de água. Eles alertam que, caso não chova fortemente até outubro, o contingenciamento de água será inevitável.

Obscurantismo
Apesar da retórica em contrário, o tucanato vem desmontando a Ciência e a Tecnologia do país. Em 1994, um ano antes do início do reinado de FH, os recursos destinados aos institutos de pesquisa do Brasil somavam R$ 67,237 milhões. Três anos depois, esse aporte caiu para R$ 66.634 milhões. Nesse mesmo período, o governo destinava, em média, 65% do Dispêndio Interno Bruto a Ciência e Tecnologia (DIBCT), mas os investimentos efetivamente realizados não passaram, em média, de 17%. Pensando bem, a tesouro no setor tem tudo a ver com um governo que empurra o país para as trevas.

Soneca
Sem querer dar total razão ao ex-senador ACM, esta coluna publica a agenda de sexta-feira do presidente FH: às 10h, despacho interno no Palácio da Alvorada (residência do presidente); às 13h10, ida para São Paulo; e às 15h, assinatura de protocolo de liberação de recursos federais para a desativaçãoo da Casa de Detenção do Complexo do Carandiru e para construção de 11 penitenciárias no Estado de São Paulo. Depois disso, nada mais consta na agenda divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

Artigo anteriorContrabando
Próximo artigoÀs traças
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

O poder do monopólio em rebaixar os salários

Um tributo a Joan Robinson, ‘uma das economistas mais importantes do século 20’.

Ricos querem pagar só 10% do imposto de Biden

Elisão fiscal ameaça levar US$ 900 bi do pacote para as famílias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Em cinco anos, SP reduziu em 32%, mortes no trânsito

Só Região Metropolitana reduziu em 29%; queda nas fatalidades em nível nacional foi de 22%.

Mercado reage em dia pós-Copom

Destaque para os pedidos por seguro-desemprego nos EUA.

Boas expectativas para o dia

Hoje, mercados começando aparentemente com realizações de lucros recentes e aguardando a decisão do Banco Central inglês sobre política monetária.

Mesmo com perdas de 75%, empresas em favelas mantêm 80% dos empregos

São mais 289 mil comércios registrados nas cerca de 6 mil comunidades em todo o Brasil.

OMS pede redução de desigualdades no acesso à higiene das mãos

Organização destaca que pandemia mostrou dramaticamente a importância da prática na redução do risco de transmissão.