Carnaval seguro: como se proteger de incidentes no feriado prolongado?

Sindicato das Seguradoras esclarece dúvidas.

As festividades no Carnaval foram canceladas em diversas cidades do país após o aumento de casos de covid-19, provocado pela variante Ômicron, mas o feriado nacional prologando do Carnaval está mantido, como no Rio de Janeiro, e viajar pode ser uma opção para aproveitar os dias de folga. Seja qual for o destino, o melhor é curtir com segurança. Por isso, elencamos as principais orientações para aproveitar o descanso com segurança.

Um dos enganos mais comuns é que a maioria dos viajantes acredita que o plano de saúde irá cobrir qualquer eventualidade de natureza médica, mas se esquece de que muitas delas têm cobertura nacional apenas para os casos de urgências e emergências nas 12h iniciais da ocorrência. Isso quer dizer que, caso aconteça algum acidente fora do estado de seu domicílio, a pessoa, terá de contar com o Sistema Único de Saúde (SUS) ou pagar pelo serviço em um hospital particular – afirma, Solange Zaquem, diretora do Sindicato das Seguradoras do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.

Outro ponto de atenção é a negligência na importância de contratar um bom seguro viagem nacional. Este item é essencial, inclusive para passeios dentro do país. O seguro viagem fará toda diferença caso a pessoa perca o voo, tenha bagagem extraviada ou precise de assistência jurídica. É ele que irá garantir o auxílio necessário para contornar essas adversidades e salvar a sua viagem.

Por isso, elencamos as principais orientações na hora de contratar um seguro:

Seguro Saúde

A escolha de um seguro ou renovação de uma apólice de seguro saúde requer sempre orientação profissional no momento da contratação. É preciso, no entanto, que o segurado preste atenção em alguns pontos, tais como:

1 – Ficar atento às carências ao contratar o seguro. Sem elas, não seria possível tornar viável qualquer plano de saúde; e há diferentes carências para a realização dos procedimentos. Esse ponto é muito importante pois é comum as pessoas buscarem determinado procedimento após a contratação sem antes verificar se há a carência para aquele atendimento.

2 – É importante entender que o seguro saúde está fundamentado no princípio do mutualismo. Nesse sentido, por exemplo, a precificação do plano coletivo varia conforme o perfil do grupo segurado, a modalidade de contratação, a frequência de utilização do plano, e até a frequência do recurso à Justiça na busca de cobertura não contratada, entre outros fatores.

3 – Os planos passam por reajustes de preços anuais que são definidos pela ANS ou por mudança de faixa etária. As regras para aplicação do reajuste por variação de custos diferem de acordo com os seguintes fatores:
 Data de contratação do plano: antes ou depois da vigência da lei que regulamenta o setor;
 Tipo de cobertura: médico-hospitalar ou exclusivamente odontológica;
 Tipo de contratação: planos individuais/familiares ou coletivos (empresariais ou por adesão);
 Tamanho do grupo: planos coletivos com menos de 30 beneficiários ou planos coletivos com mais beneficiários.

4 – Certificar-se de que o corretor está habilitado para vender os seguros da seguradora.

5 – É preciso prestar atenção na leitura do contrato para entender o que está incluso e excluído e buscar a melhor opção. O seguro saúde só é obrigado a reembolsar as consultas, exames e tratamentos previstos no contrato. O mínimo que precisa ser oferecido pelo plano é estabelecido pela ANS conforme cada tipo de plano (ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, referência ou odontológico).

Seguro Viagem

A contratação deste seguro é obrigatória para entrada em alguns países, como os que fazem parte do Tratado de Schagen: Alemanha, Portugal, Espanha, França, entre outros. Este seguro oferece assistência 24 horas em casos de imprevistos durante uma viagem dentro ou fora do país. Na maioria dos casos, a cobertura contempla atendimento médico, odontológico e farmacêutico, assim como proteção em casos de acidente ou perda de bagagem.

Com a orientação de um profissional, é possível escolher a melhor opção, que pode evitar o pagamento de uma alta conta em um hotel por uma quarentena obrigatória ou por uma excursão que se perde devido a um voo cancelado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Cerca de 60 internações por dia poderiam ser evitadas em um ano

Planos de saúde registraram aumento de 23,5% em procedimentos realizados em comparação com 2020.

CVG-RJ celebra missa de 56 anos de fundação

Octávio Perissé: 'A importância do Seguro de Vida na proteção dos lares e das famílias brasileiras'

Icatu amplia benefícios para os corretores especialistas

O primeiro colocado em produção ganhará um carro zero quilômetro

Últimas Notícias

Macron reforma Gabinete da França

A primeira-ministra Elisabeth Borne deve apresentar hoje o programa do novo governo na Assembleia Nacional.

Viagens tiveram queda de 41% entre 2019 e 2021

Dados são da Pnad Contínua Turismo 2020-2021, do IBGE; já as corporativas superaram R$ 1 bi em faturamento em maio deste ano.

Ovo aumentou 202,13% acima da inflação oficial

Pesquisa do IBPT analisou o preço de 40 produtos, entre março de 2020 e maio de 2022.

Exterior misto deve acrescentar volatilidade nos negócios locais

Nesta quarta, dólar também ganha força ante moedas emergentes e ligadas a commodities, o que deve pressionar o real.

BNDES: R$ 317,2 milhões nos aeroportos de Mato Grosso

Ao todo serão investidos R$ 500 milhões nos quatro aeroportos, com participação de 65% do BNDES