25.6 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, janeiro 22, 2021

Carrefour pode ser vendido para grupo canadense

O Alimentation Couche-Tard, grupo canadense dono da rede de lojas de conveniência Circle K, está avaliando a aquisição do grupo francês Carrefour. As informações são do portal Giro News, segundo o qual, “com a possível aquisição, a companhia Couche-Tard diversificaria sua atuação no setor de supermercados e expandiria sua presença na Europa e na América Latina, ainda de acordo com as informações”.

O grupo é avaliado em aproximadamente US$ 37 bilhões e tem uma rede de mais de 9 mil lojas de conveniência na América do Norte e de 2,7 mil unidades na Europa.

Relatório da Oxfam Brasil aponta que tanto o Carrefour, quanto o Grupo BIG e também Grupo Pão de Açúcar – os três maiores supermercados brasileiros – descumprem requisitos básicos de responsabilidade corporativa, sustentabilidade e cumprimento de compromissos com os direitos humanos em suas cadeias produtivas.

Segundo o estudo, intitulado “Por trás das Suas Compras – uma análise da responsabilidade corporativa com o respeito aos direitos humanos nas cadeias produtivas dos maiores supermercados brasileiros”, foi lançado ontem e avaliou transparência, trabalhadores rurais, pequenos produtores e direitos das mulheres.

Os resultados foram tabelados em um sistema de pontuação (“scorecard”) e mostram que os maiores varejistas brasileiros, que controlam juntos 46,6% do setor no país, ainda têm um longo caminho pela frente quando o assunto é boas práticas em termos de responsabilidade com os direitos humanos em suas cadeias de fornecimento.

Carrefour, Pão de Açúcar e Big pontuaram muito mal nos quatro temas propostos e, quando comparados a outros grandes supermercados da Europa (Reino Unido, Holanda e Alemanha) e EUA, ficaram ainda mais atrás.

Juntos, Carrefour, Big e Pão de Açúcar alcançaram média de 4% numa escala em que uma empresa totalmente responsável com direitos humanos nas cadeias de fornecimento ganharia 100%. O supermercado brasileiro com o melhor desempenho, comparativamente entre os três, foi o Pão de Açúcar, com 6,5%, seguido pelo Carrefour com 2,7% e pelo Grupo Big com 2,2%. Quando colocados frente aos maiores supermercados europeus e americanos, em uma lista de 19 empresas (incluindo as três brasileiras), o Grupo Pão de Açúcar fica empatado em décimo quarto com o Albertsons dos EUA, enquanto Carrefour e Grupo Big ficam na lanterna.

Uma melhora nos compromissos e práticas divulgadas publicamente pode contribuir para reduzir os problemas associados às cadeias produtivas de alimentos no Brasil, como trabalho precário, desrespeito às mulheres, baixos salários e exposição a produtos tóxicos que causam sérios problemas à saúde dos trabalhadores e trabalhadoras.

A Oxfam Brasil vem desde 2018 cobrando dos grandes supermercados um posicionamento em relação aos direitos humanos em suas cadeias de fornecimento. Mais de 75 mil pessoas já assinaram uma petição online exigindo que os supermercados façam a sua parte para dar uma vida mais digna a quem planta e colhe os alimentos.

O informe “Por Trás das Suas Compras” foi elaborado com base em análises das políticas corporativas, declarações e compromissos disponíveis publicamente nos sites dos três maiores supermercados no Brasil (Carrefour, Pão de Açúcar e Big) em relação aos quatro temas propostos – transparência e accountability, trabalhadoras e trabalhadores rurais, pequenos agricultores e direitos das mulheres no campo. A análise foi realizada durante os meses de julho, agosto e setembro de 2020.

 

Com informações do Portal Giro News

Leia mais:

Justiça manda empresas fornecerem oxigênio a hospitais de Manaus

Presidente da Anfavea dá recado ao presidente Bolsonaro

 

Artigos Relacionados

Empresas e trabalhadores se mobilizam para suprir falhas dos governos

Doação de usina e importação de oxigênio da Venezuela.

Em 2020, comércio Brasil-EUA teve a pior marca em 11 anos

Segundo a Amcham, valor das trocas entre países foi de US$ 45,6 bi, menor resultado desde a crise financeira de 2009.

Ministério da Economia quer privatizar Amazônia

Medida depende de aval de Bolsonaro e estabelece o Serviço Florestal Brasileiro como responsável por conduzir de outorga de concessão florestal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.

EUA: expectativa por novos estímulos fiscais traz bom humor

Futuros dos índices de NY estão subindo, mesmo após terem atingidos novos recordes históricos no fechamento do pregão anterior.

Ajustando as expectativas

Bovespa andou na quarta-feira na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA.

Sudeste produz 87,5% dos cafés do Brasil em 2020

Com mais de 55 milhões de sacas a região é a principal responsável pela maior safra brasileira da história.

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.