Carros elétricos no Brasil: tendência sustentável ou moda passageira?

Carros elétricos no Brasil: O crescimento e os benefícios dos veículos elétricos, sua sustentabilidade e economia.Por Alan Lewkowicz.

227
carros elétricos
Carros elétricos BMW i3 são fotografados na Base Lydia da empresa BMW Brilliance Automotive (BBA) no distrito de Tiexi em Shenyang, na Província de Liaoning, nordeste da China, em 23 de junho de 2022. (Xinhua/Yang Qing)

Um dos assuntos mais comentados no setor automotivo é, sem dúvida, o excelente momento dos carros elétricos no Brasil. Tanto é que este ano já é conhecido como a Era da Eletromobilidade.

Essa alta, que já é sentida no país, é comprovada através da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), que registrou somente em janeiro deste ano 12.026 veículos emplacados, representando quase o triplo, ou 167% acima do mesmo mês do ano passado (4.503).

Ainda seguindo os dados que confirmam o crescimento no setor de veículos 100% elétricos e híbridos elétricos, registrou-se somente em fevereiro deste ano um aumento de mais de 34% para cada segmento.

Se por um lado a venda dos veículos elétricos cresce, outro fenômeno vem acompanhando essa onda: a aquisição deles no formato por assinatura. Uma excelente opção para quem quer testar antes de comprar ou adquirir sem precisar comprar, até porque, com o domínio das marcas novas, como as chinesas, o cliente prefere assinar ao comprar, até para acompanhar o histórico de vendas e adquirir futuramente um na modalidade de compra.

Espaço Publicitáriocnseg

O grande interesse que explica essa alta demanda pela aquisição de um carro elétrico por assinatura é principalmente o custo-benefício. Pois incluído no pacote mensal desses carros, que possuem assinaturas com valores bem atrativos, estão: seguro, cobranças de IPVA, manutenção e documentação, além do consumidor não se preocupar com a depreciação do veículo.

Um atrativo e tanto, pois a compra de um carro elétrico pode custar de R$120 mil a mais de R$150 mil, fora outras despesas inerentes à compra de um carro. No entanto, há outros benefícios também em ter um carro elétrico que são bem estimulantes, como: é um tipo de veículo menos poluidor, já que esses carros operam com uma matriz energética mais limpa, reduzindo em até 30% dos gases poluentes se comparado aos veículos que funcionam com motores a combustão.

Possuem mais de 90% de eficiência, um número que impressiona e que supera com larga vantagem os veículos tradicionais. São silenciosos, o sonho de consumo de qualquer motorista, isso porque com a falta da queima do combustível, os motores elétricos acabam funcionando silenciosamente, trazendo aquela sensação de conforto acústico.

Dentre todos esses benefícios citados, é preciso destacar um fator importante: economia com combustível. O custo do quilômetro rodado de um carro elétrico consegue ser cerca de 65% menor. Além também dos incentivos fiscais, com isenção ou redução de custos tributários oferecidos por alguns Estados do Brasil para incentivar a aquisição de carros elétricos.

Em São Paulo, por exemplo, os carros elétricos e híbridos são livres do rodízio de carros por serem menos poluentes.

O mercado dos carros elétricos no Brasil está aquecido e tem um futuro promissor pela frente, pois agregam o fator custo-benefício, sustentabilidade e impressionam por fatores mais prós do que contras, não sendo uma moda passageira, mas um novo perfil de consumo dos motoristas do país.

Alan Lewkowicz é formado em Administração de Empresas pela ESPM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui