Carros usados terão ICMS menor em São Paulo

Desoneração atende a pleito da Fenabrave e de todo o setor da distribuição de veículos.

O governo do Estado de São Paulo anunciou ontem a redução do ICMS de veículos usados. O novo percentual cai de 3,9% para 1,8%, voltando aos patamares de 2020, a partir de 1º de janeiro de 2022. A notícia foi anunciada em meio a outras medidas adotas no chamado pacote RetomaSP.

O presidente da Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), Ilídio dos Santos, agradeceu o governador João Doria (PSDB), pela decisão tomada, afirmando que essa medida vai “facilitar muito a realização de negócios por parte dos lojistas e, acima de tudo, amenizar o custo do veículo para o consumidor”

O presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Alarico Assumpção Júnior também seguiu no mesmo raciocínio, afirmando que “ganham o consumidor, o governo e os concessionários. A medida chega em bom momento e preza pela manutenção de empresas e empregos no setor. O governo, ao qual agradecemos, teve equilíbrio para atender à nossa reivindicação”

Doria concordou e destacou que a medida vai manter em alta a venda de usados e seminovos. “O mercado de automóveis usados vai crescer ainda mais agora. Com menos imposto, pode-se reduzir o preço para o consumidor. Isso significa também mais vendas, mais funcionários contratados, mais concessionárias e revendedoras operando, maior geração de riquezas. A roda da economia volta a girar em São Paulo, numa velocidade segura e que nos leva a um novo tempo”, destacou, agradecendo aos presidentes da Fenauto e da Fenabrave.

A redução do ICMS para veículos usados no estado estava sendo discutida com a Fenauto e Fenabrave desde 2020, ao lado de outras lideranças do setor, como o Sindicato dos Concessionários do Estado de São Paulo (Sincodiv-SP). A alíquota do ICMS, que estava em 1,8% até 14 de janeiro de 2021, foi majorada para 5,53% em 15 de janeiro deste ano e reduzida para os atuais 3,9%, no início de abril. O retorno da alíquota para 1,8% passará a vigorar em janeiro de 2022, ano em que também o Registro Nacional de Veículos em Estoque (Renave) deverá ser implantado no estado. Tanto a redução do ICMS para veículos usados quanto a implantação do Renave são pleitos da Fenauto e Fenabrave e lideranças do setor.

Leia também:

Setor de serviços paulista cresce 20,9% no 1º semestre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Vendas do Tesouro Direto superam resgates em R$ 1,238 bi

Títulos mais procurados foram os vinculados à taxa Selic

Mais de 62 milhões de brasileiros possuem compras parceladas

Cartão de crédito foi a principal modalidade de crédito utilizada nos últimos 12 meses; 52% admitem não controlar gastos de compras parceladas.

Covid pode ter matado de 80 mil a 180 mil profissionais de saúde

Para OMS, categoria deve ter prioridade na imunização em todo o mundo.

Últimas Notícias

Guedes fica mesmo avaliado com nota baixa

Apesar de abrir a possibilidade de aumentar a crise econômica e do desrespeito ao teto de gastos ou outras regras fiscais para bancar medidas...

Ex-ministro de Temer substituirá Funchal

O ex-ministro do Planejamento Esteves Colnago assumirá o comando da Secretaria Especial de Tesouro e Orçamento da pasta. A nomeação foi confirmada nesta sexta-feira...

Receita Federal abre consulta a lote residual de Imposto de Renda

A Receita Federal abriu nesta última sexta-feira consulta a lote residual de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) relativo ao mês...

Vendas do Tesouro Direto superam resgates em R$ 1,238 bi em setembro

As vendas de títulos do Tesouro Direto superaram os resgates em R$ 1,238 bilhão em setembro deste ano. De acordo com os dados do...

81% dos brasileiros têm contas em mais de uma instituição financeira

Oito em cada dez brasileiros têm conta em mais de uma instituição financeira, ou seja, controla suas finanças de força desagregada. É o que...