Carros usados terão ICMS menor em São Paulo

Desoneração atende a pleito da Fenabrave e de todo o setor da distribuição de veículos.

O governo do Estado de São Paulo anunciou ontem a redução do ICMS de veículos usados. O novo percentual cai de 3,9% para 1,8%, voltando aos patamares de 2020, a partir de 1º de janeiro de 2022. A notícia foi anunciada em meio a outras medidas adotas no chamado pacote RetomaSP.

O presidente da Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), Ilídio dos Santos, agradeceu o governador João Doria (PSDB), pela decisão tomada, afirmando que essa medida vai “facilitar muito a realização de negócios por parte dos lojistas e, acima de tudo, amenizar o custo do veículo para o consumidor”

O presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Alarico Assumpção Júnior também seguiu no mesmo raciocínio, afirmando que “ganham o consumidor, o governo e os concessionários. A medida chega em bom momento e preza pela manutenção de empresas e empregos no setor. O governo, ao qual agradecemos, teve equilíbrio para atender à nossa reivindicação”

Doria concordou e destacou que a medida vai manter em alta a venda de usados e seminovos. “O mercado de automóveis usados vai crescer ainda mais agora. Com menos imposto, pode-se reduzir o preço para o consumidor. Isso significa também mais vendas, mais funcionários contratados, mais concessionárias e revendedoras operando, maior geração de riquezas. A roda da economia volta a girar em São Paulo, numa velocidade segura e que nos leva a um novo tempo”, destacou, agradecendo aos presidentes da Fenauto e da Fenabrave.

A redução do ICMS para veículos usados no estado estava sendo discutida com a Fenauto e Fenabrave desde 2020, ao lado de outras lideranças do setor, como o Sindicato dos Concessionários do Estado de São Paulo (Sincodiv-SP). A alíquota do ICMS, que estava em 1,8% até 14 de janeiro de 2021, foi majorada para 5,53% em 15 de janeiro deste ano e reduzida para os atuais 3,9%, no início de abril. O retorno da alíquota para 1,8% passará a vigorar em janeiro de 2022, ano em que também o Registro Nacional de Veículos em Estoque (Renave) deverá ser implantado no estado. Tanto a redução do ICMS para veículos usados quanto a implantação do Renave são pleitos da Fenauto e Fenabrave e lideranças do setor.

Leia também:

Setor de serviços paulista cresce 20,9% no 1º semestre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

EcoRodovias vence leilão da Rio-Valadares

Está previsto R$ 20 bi de investimentos e custos

Casamento fez Lula ser o presidenciável mais mencionado no Twitter

Avaliação do governo Bolsonaro teve leve melhora, presidente vem em segundo lugar e Ciro, em terceiro; Dória e Tebet seguem sem relevância.

Mães: presentes impulsionaram o varejo de moda

Vendas do varejo físico tiveram aumento de 25% na data; transações via Pix cresceram 45%.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais