Cartel doce

Os preços de ovos e caixas de bombons dispararam nesta Páscoa, e as indústrias não podem culpar a alta das matérias-primas. O cacau, que esboçou pequeno aumento no final do ano passado, entrou 2010 novamente em baixa.

Vulgata
Depois de ter contestado por membros do júri o Oscar recebido por Uma verdade inconveniente, em 2007, o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore recebeu outro duro golpe. A Corte Suprema da Inglaterra advertiu que os telespectadores devem ser alertados que o filme de Gore carece de comprovação científica. E cita como exemplo a afirmação de que as grandes tempestades sobre os oceanos Atlântico e Pacífico teriam aumentado cerca de 1,5 vez de intensidade e durabilidade desde 1970, apontando como fonte o Massachussets Institute of Technology (MIT). Acontece, porém, que os relatórios do MIT não têm qualquer registro sobre esse dado. O dado é lembrado pelo recém-lançado Aquecimento Global? (Oficina de Textos), de Shigenori Maruyama

Alternativas na rede
O Principado das Astúrias, na Espanha, acaba de criar a primeira rede social com informação e conteúdo em asturiano, a Ximielga.me. Além do idioma próprio da província espanhola, a nova rede poderá ser acessada em espanhol e inglês. Desenvolvida pelo asturiano Mikel González, mas conhecido pelo psedônimo Altuxa.com, a Ximielga.me nasce com o objetivo de ser uma alternativa na língua asturiana às grandes redes sociais, como as estadunidenses Google e Yahoo!, que ainda dominam a Internet,

Nano calor
Uma tecnologia para coletores de energia solar capaz de absorver até 98% do calor captado pela superfície foi desenvolvida pela Nano Select, empresa residente na Incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ. A empresa utilizou nanotecnologia, técnica de manipulação de partículas atômicas. O que existe hoje no mercado brasileiro atinge uma temperatura máxima de 60° C. Já a superfície seletiva desenvolvida pela Nano Select pode alcançar até 300° C, além de se manter aquecida por mais tempo. O tamanho das placas e seu custo também é bem menor. Essa tecnologia pode ser empregada, além de em coletores para a produção de energia térmica, na geração de energia elétrica por meio de conversão fototérmica, forma renovável de alta eficiência e baixo custo.

O condescendente
Do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), não se pode duvidar que seja um homem crédulo. Enquanto os cariocas têm razões, reafirmadas pelo cotidiano, para acreditar que, plagiando Nelson Rodrigues às avessas, o Metrô Rio piora a cada 15 minutos, Cabral prorroga a concessão da empresa por 20 anos. A população tem percepção semelhante em relação à SuperVia, o que não impede ao governador ameaçar estender os tenebrosos serviços da concessionária por mais 25 anos. Por enfim, nem a crise mundial parece ter abalado o prestígio de alguns dogmas econômicos junto a Cabral, um governador que celebra a concessão de investimento pleno ao estado por agência de risco, justo num momento em que a sua Europa querida quer distância dessa turma.

Império
Leitor desta coluna amplia informação aqui publicada na quarta-feira, com base em artigo do sociólogo Emir Sader, de que os EUA possuem “mais de 100 bases militares”. Segundo artigo de Alfredo Jalife-Rahme Médico, escritor e analista geopolítico, publicado no jornal La Jornada, do México, e no site da Adital, e reproduzido neste MM, são hoje mais de 865 instalações militares norte-americanas ao redor do mundo.

NeoBob Fields
Certamente o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, não foi o primeiro nem será o último a confundir os salamaleques recebidos das editorias de Economia de alguns jornalões com prestígio popular. Com o ex-presidente FH, por exemplo, isso acontece a todo instante, como mostra a abissal distância dele mantida por tucanos com pretensões eleitorais mais elevadas. Agora, ser comparado com o inacreditável Roberto Campos beira à humilhação. Foi o que expressou o deputado Luiz Bittencourt (PMDB-GO), para quem “Meirelles é uma espécie de Bob Fields”, que “pensava ser unanimidade e, desejando ser senador, acabou como deputado federal”.

Artigo anteriorQuem vai querer?
Próximo artigoPara poucos
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

‘Eu quero uma casa no campo…’

Êxodo urbano: mais de 1,3 milhão de famílias brasileiras pretendem migrar para áreas rurais.

Direita vence no Equador

Banqueiro Guillermo Lasso vence socialista Andrés Arauz no segundo turno da eleição.

Mercados internacionais abrem com cautela

Enquanto isso acontece lá fora, aqui Ibovespa ensaia leve alta.

Semana começando sob tensão

Desde a semana passada, segue a novela do Orçamento.

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.