Casa nova

Está em andamento – por enquanto fora da luz dos holofotes – uma operação imobiliária para conseguir uma nova sede para a Eletrobrás, alojada provisoriamente num prédio no bairro carioca do Flamengo, desde que pegou fogo seu antigo pouso. A operação envolveria a venda do antigo Hotel Serrador, na Cinelândia, para fundos de pensão ligados a estatais. Atualmente, o prédio pertence a outra fundação, a Petros, ligada à Petrobras. A operação sofre forte resistência na Eletrobrás, já que alguns funcionários acham que o negócio é ruim tanto para a estatal quanto para as fundações.

Pequena expressão
De 19.796 mil empresas que exportaram em 2003, quase metade (47,9%) eram micro e pequenas empresas. No ano passado apenas 456 empresas ingressaram no mercado exterior (saldo entre as que entraram e as que abandonaram o barco). Desse saldo, 342 são micro e pequenas. Esse segmento foi o que registrou maior incremento nas vendas externas no ano passado: 30,1% em relação ao ano anterior, ante a média de crescimento das exportações brasileiras de 21,1%. Foram exportados, porém, o equivalente a US$ 1,736 bilhão, reservando às micro e pequenas empresas participação de apenas 2,4%.

Vapt-vupt
Para facilitar as vendas ao exterior, os Correios lançam o Exporta Fácil Premium, para entrega ultra-rápida de encomendas e documentos de exportação.

Microcrédito
A Organização das Nações Unidas (ONU) vai oficializar 2005 como o Ano Internacional do Microcrédito. Toda a programação deve enfatizar o papel do financiamento dos pequenos negócios na implementação de políticas de governo em parceria com a sociedade.

Cartório
Lobby em ação na Câmara dos Deputados para alterar o Código Civil pode obrigar o registro dos contratos de alienação fiduciária de veículos no Cartório de Títulos e Documentos do domicílio do devedor; atualmente, é obrigatório registro apenas nos Detrans. O lobby envolve valores nada desprezíveis: cerca de R$ 124 milhões, já que, se aprovada a mudança, 2 milhões de consumidores sairão perdendo, pagando por cada registro, em média, R$ 62.

Ruim de roda
Não é apenas à recessão que se deve debitar a crise no setor de serviços. O mau atendimento e, principalmente, a esperteza também ajudam a amplificar a crise. No setor de pneus, por exemplo, o consumidor que vai a uma loja para comprar um simples pneu é alvo de insistentes tentativas de convencimento para trocar metade do carro, da rebimbela da parafuseta à suspensão marciana do veículo. A maioria dos clientes pensa duas vezes antes de voltar à loja.

Os velhinhos e a banca
O exagero interessado das previsões da equipe econômica estimava em até R$ 4 bilhões/ano a perda de arrecadação de União, estados e municípios, caso ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não tivessem sido convencidos pelos argutos argumentos do Executivo a manterem a taxação sobre aposentadorias e pensões. Vitória conquistada, a equipe econômica fica devendo projeções similares sobre os efeitos da redução da cobrança de PIS e Cofins das instituições financeiras. As duas contribuições da banca rendem R$ 5 bilhões por ano à União, apenas R$ 1 bilhão a mais que a contribuições dos milhões de velhinhos brasileiros, sempre de acordo com os cálculos dos ministros Palocci e Meirelles.

Precedente
O presidente do Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal (Sindireceita), Reynaldo Velasco Puggi, lamentou a derrota parcial dos servidores públicos na última etapa da reforma da Previdência: “O Supremo Tribunal Federal cometeu uma injustiça contra os aposentados. A derrubada de um direito adquirido pelo STF abre um precedente extremamente perigoso para a sociedade”. Puggi ressalta que seu sindicato foi o primeiro a conseguir uma liminar para que não fosse feito o desconto de seus associados. “Mas essa liminar deve cair”, lamenta.

Artigo anteriorJesus é fiel
Próximo artigoTurbinados
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração. 

Sony deixará de vender áudio e vídeo no Brasil

Multinacional japonesa venderá aqui apenas consoles de games importados.

ISM Manufacturing teve a maior leitura desde fevereiro de 2018

Expectativa é de melhora continuada dado o avanço da vacinação, bem como o estímulo fiscal projetado para ser aprovado em meados de março.

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Mercado interno sobe seguindo bom humor global

Exterior avança após pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão ser aprovado pela Câmara dos Representantes dos EUA.