Casas FMI

O presidente da rede de lojas Casas Bahia, Samuel Klein, disse que o FMI deveria aprender com ele a lidar com os países endividados. Para limpar uma lista negra composta por 390 mil clientes com atraso no pagamento superior a 180 dias, a rede vai dar desconto de 50% sobre o saldo devedor e parcelar o restante em 10 vezes. “O FMI deveria fazer como eu faço. Pegar a dívida dos países, dar 50% de desconto e parcelar o restante. Se o FMI ajudar os países a reduzir o valor das dívidas externas, esses países poderão crescer mais para o mundo.” Na sua avaliação, o Brasil não cresce por conta da dívida internacional que tem. “O Brasil até conseguiu virar um país. O problema é que fez isso com o dinheiro dos outros”, disse Klein, que não poupou críticas à política econômica do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Legado
A vice-governadora do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, ao ler pelos jornais declarações do governador Anthony Garotinho, foi taxativa: “Para um bom entendedor basta um pingo de azeite. Não tenho inveja dos que prosperam em seus caminhos, porque aprendi de Deus a contentar-me com o que tenho”. Garotinho afirmara que Benedita não poderia faturar politicamente as obras do governo quando ele sair para disputar a Presidência da República, pois o PT é oposição. Do jeito que vai a segurança no estado e com as perspectivas ruins na área da previdência do funcionalismo, Benedita só tem a ganhar com essa distinção.

Sufoco
Aeroviários e aeronautas fazem hoje o seu “Natal com Fome”. Será uma manifestação de protesto para denunciar a situação dos trabalhadores do setor. Sem reajuste salarial durante o ano e com desemprego crescente, além de cortes de direitos trabalhistas, aeroviários e aeronautas terão um Natal magro, mas nem por isso deixará de ser uma comemoração animada.

Sufoco II
Papai Noel já confirmou presença para comandar a brincadeira do amigo oculto, na qual os trabalhadores estarão escolhendo o melhor presente que cada dono de empresa aérea merece ganhar. Haverá também uma ceia de Natal, dentro das atuais condições financeiras possíveis – pão com mortadela e refrigerante do tipo tubaína. Um grupo de teatro vai completar a festa. O “Natal com Fome” acontece em dois momentos: às 8 horas, no saguão do Aeroporto Santos Dumont, no Centro, e às 18 horas, no Terminal 2 do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Galeão.

Líquido precioso
Mudanças de torneiras por outras automáticas, associadas à manutenção de todos os pontos de utilização, são responsáveis por uma economia de 21,5% no consumo mensal de água da Unicamp. Em 1998, o consumo médio mensal do campus da Universidade de Campinas estava na faixa de 98 mil a 100 mil metros cúbicos. Em 2001, este número encontra-se em torno de 80 mil metros cúbicos. Entre 1.216 usuários entrevistados sobre as novas torneiras, 61% consideram que o tempo de acionamento é adequado e 77% consideram a vazão adequada. Além disso, cerca de 88% consideram que a torneira instalada é melhor ou igual às convencionais. Dos 517 homens entrevistados, 85% consideram as válvulas de mictório melhores do que as convencionais. Muitos vazamentos, às vezes imperceptíveis, como aqueles que ocorrem em bacias sanitárias, podem representar grandes perdas de água. Os aparelhos que mais apresentaram vazamentos na Unicamp foram as bacias sanitárias e o mictório.

Desafios
A Secretaria estadual de Fazenda irá promover, no dia 1º de fevereiro de 2002, no Hotel Intercontinental, em São Conrado, o seminário “O federalismo fiscal e o processo de integração de mercados no Século XXI: desafios e perspectivas”. O evento contará com as participações dos economistas Andrea Lembruber Viol, Eugênio Lagermann e Fernando Rezende e dos juristas Antônio Carlos Rodrigues do Amaral e Ricardo Lobo Torres. As inscrições serão abertas em breve, no site da SEF www.sef.rj.gov.br

Artigo anteriorGastança
Próximo artigoSem energia
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preços ao consumidor de março avançaram mais que esperado

Veículos novos registraram o segundo mês consecutivo sem variação, enquanto os usados apresentaram variação positiva.

Castello Branco diz adeus à Petrobras

Assembleia de acionistas da estatal aprovou a destituição.

Alerj pede ao STF suspensão do pagamento de dívida na pandemia

Alerj estima que desde março de 2020, quando se iniciou a pandemia, o Estado do Rio já quitou R$ 1 bilhão em juros da dívida com a União.

Governo Bolsonaro tumultua e população vive drama para receber auxílio

Consórcio do Nordeste, formado por todos os governadores da região, defende que governo descentralize pagamento do benefício.

Indústria do cimento cresce 19% no 1º tri

Mau desempenho no primeiro trimestre de 2020, em razão das fortes chuvas e do início da pandemia, frente ao mesmo período de 2021, refletiram na alta do setor.