Caubói solitário, com frio e no escuro

Energia limpa, privatização, desregulamentação e confusão no Texas.

A falta de energia no Texas trouxe um caso exemplar de como a direita xucra anda por estradas diferentes do chamado establishment, mas ambos chegam ao mesmo lugar. Bastou o apagão para aparecerem mensagens culpando as energias limpas, solar e eólica, com direito a uma foto, que se tornou viral, de um helicóptero descongelando uma turbina (a imagem é de anos atrás e foi tirada na Suécia).

Na realidade, as falhas nas fontes de energia tradicional, movidas a gás, carvão ou nuclear, provocaram o apagão. Mas as causas são menos evidentes: a desregulamentação e privatização do serviço elétrico. Para evitar seguir normas federais, o Texas é o único entre 48 estados norte-americanos não conectado aos sistemas interligados leste ou oeste (Alasca e Havaí, por motivos óbvios, também não). Estados mais acostumados ao frio intenso, e que igualmente geram parte da energia com fontes renováveis, não sofreram falta generalizada de energia.

No Texas, a falta de investimentos das empresas de energia privadas levou a um sistema arcaico e pouco confiável, que não resistiu a um frio inédito. O mercado livre de energia completou a tragédia. O quilowatt/hora chegou a US$ 9 mil (cerca de R$ 50 mil – no Brasil, um custo de R$ 800 kw/h já é considerado exagerado). A gestão do apagão mostrou privilégios: áreas ricas sofreram menos do que os subúrbios mais pobres.

Tentar culpar as energias renováveis é tirar o holofote (ops!) da verdadeira causa: a transformação da energia em mercadoria. O lucro de uns poucos une a direita que não come de garfo e faca com aquela que senta à mesa com hábitos adquiridos na Socila.

 

Modéstia

Título de nota divulgada por Itaipu Binacional: “Dois anos de gestão Silva e Luna na Itaipu abrem novo ciclo socioeconômico para o Paraná”.

 

‘Desuberização’

A Suprema Corte britânica reconheceu que os motoristas do Uber são trabalhadores, e como tal têm direito a benefícios trabalhistas. A decisão é duro golpe na gig economy, ou economia dos bicos, em que trabalhadores são fantasiados de empreendedores para aumentar a exploração.

 

Rápidas

“Medidas para desburocratização e melhoria do ambiente de negócios” é tema da palestra que Chicão Bulhões, secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Município do Rio de Janeiro, fará nesta terça-feira, às 9h, na Associação Comercial (ACRJ). Informações (21) 2514-1203 *** Começa nesta segunda-feira a Semana de Relações Internacionais da UEPB – 2021. Até dia 25, sempre às 19h, debates com nomes como Celso Amorim, João Pedro Stedile e Ana Wortman. Os seminários serão transmitidos pelo canal do Centro de Estudos Avançados em Políticas Públicas e Governança *** O advogado José Roberto Castro Neves lançará o livro O espelho infiel – uma história humana da arte e do direito, nesta terça-feira, às 18h, no canal TVIAB no YouTube.

Leia mais:

BNDES abre mão de ganhar bilhões

Concorrência faz até Google se enquadrar

Europa obriga farmacêutica a cortar preços em 73%

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

‘A Mão e a Luva’

Por Mônica Gusmão

A Lei de Biossegurança em pauta no STF

Uso de transgênicos não é tarefa fácil. Qual será a medida menos onerosa para as futuras gerações?

Museu do Pontal

Por Bayard Boiteux.

Últimas Notícias

Benext lança primeiro serviço de voice commerce no Brasil

Desenvolvida pela startup para Colgate-Palmolive, a loja é integrada com a Amazon e o cliente faz toda a compra por comando de voz.

‘Imortal: Arte, Alma e Futuro’ nesta 5ª feira

Autora do monumento em homenagem a Ayrton Senna expõe 45 peças inéditas no Centro Cultural Correios RJ.

Exposição ‘Enredados’ no Centro Cultural Correios RJ

São seis esculturas e seis pinturas, com 2 metros de altura, abstratas e com metal naval.

Protestos contra a venda da Reman

O Sindicato dos Petroleiros do Amazonas (Sindipetro-AM), filiado à Federação Única dos Petroleiros (FUP), entrou com ação na Justiça contra a venda da Refinaria...

Vale e empresa chinesa buscam descarbonização para a siderurgia

A Vale assinou um Memorando de Entendimento ("Memorandum of Understanding”, ou “MoU”, em inglês) com a chinesa Jiangsu Shagang Group Co., Ltd em que...