Cautela no exterior; Tesouro e Banco Central

Volta do feriado é caracterizada por um cenário internacional em postura de aguardo.

Opinião do Analista / 13:34 - 13 de out de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A volta do feriado de 12 de outubro é caracterizada por um cenário internacional em postura de aguardo no que se refere à temporada de balanços trimestrais nos EUA. Não obstante, é possível verificar certa cautela após a Johnson & Johnson ter paralisado seus testes para uma vacina contra a Covid-19 após um dos voluntários ter desenvolvido uma doença até agora sem explicações. Dirigindo-se ao mercado doméstico, algum sinal de otimismo pode ecoar frente às mudanças nas ofertas de títulos públicos e operações compromissadas pelo Tesouro e pelo Banco Central. Investidores aguardam, também, a temporada de balanços no cenário local, iniciando-se na quinta-feira com a CNS. Finalmente, no âmbito político, o presidente da Primeira Casa do Legislativo, Rodrigo Maia, afirmou que a reforma administrativa não será votada neste ano, fator que pode diminuir a euforia nos mercados no Brasil. Em última análise, a aproximação das eleições municipais pressiona algumas medidas de ajuste fiscal nos estados, fato este que também entra nas equações dos investidores e agentes econômicos.

.

Pedro Molizani

Trader Mesa de Câmbio

Travelex Bank

www.travalex.com.br

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor